Três trabalhadores do transporte coletivo de Florianópolis testam positivo para Covid-19

Atualizado

Três profissionais do transporte coletivo de Florianópolis testaram positivo para a Covid-19 nesta terça-feira (16), informa a Prefeitura. Eles não retornarão ao trabalho nesta quarta (17) devido ao resultado positivo para a doença. Outras 30 amostras deram resultado inconclusivo e foram recoletadas.

Testes com trabalhadores foram feitos na última sexta (12) – Foto: Anderson Coelho/Divulgação/ND

As coletas foram realizadas na última sexta-feira (12) em cobradores, fiscais, trabalhadores que atuam no atendimento, setor de vendas e área de limpeza. Ao todo, 1.637 foram testados. O tipo de teste aplicado foi o de biologia molecular conhecido como PCR.

De acordo com a Prefeitura, quem testou positivo para o novo vírus passará a ser acompanhado pela Vigilância Epidemiológica da Capital, bem como seus contatos próximos, seguindo assim protocolo clínico recomendado.

Leia também:

“Os motoristas terão máscaras, álcool gel, e haverá redução de passageiros. Então, a princípio, está tudo ok”, afirma Deonísio Línder, diretor do Sintraturb (Sindicato do Trabalhadores do Transporte Urbano).

“Não somos contra o retorno, e amanhã vamos avaliar durante o dia como a população vai se posicionar, e se vão respeitar as regras”, afirmou.

Retomada

Os exames foram realizados pois nesta quarta-feira (17) ocorrerá a retomada do transporte coletivo na Capital. Para evitar o contágio do novo vírus, não será aceito dinheiro dentro dos ônibus – apenas o cartão pré-pago.

O quadro de horários de ônibus foi adaptado e a Prefeitura disponibilizou a possibilidade de adquirir o cartão pré-pago via delivery. Os serviços também funcionarão em horários diferenciados.

A Prefeitura de Florianópolis orienta a população a utilizar o transporte coletivo somente para atividades essenciais e a usar ônibus em horários distintos dos trabalhadores do comércio em geral.

Também é recomendado que a população que se enquadra nos grupos de risco, como idosos e portadores de doenças crônicas devem evitar sair de casa.

Trânsito