Trump oferece ajuda ao México para o caso do massacre dos mórmons americanos

O massacre de mórmons americanos no México, nesta terça-feira, ganhou repercussão mundial. Conforme o assunto se espalhou pelas redes sociais, a revolta também ganhou espaço. O próprio presidente Donald Trump, dos Estados Unidos, usou seu perfil no Twitter para se manifestar.

Imagens mostram caminhonete totalmente queimada. – Foto: Reprodução Twitter

Todas as vítimas, de acordo com o portal Daily Mail, pertenciam a uma grande comunidade mórmon dos Estados Unidos, baseada no norte do México. Bandidos ligados ao narcotráfico têm atuado na região de Rancho de la Mora, onde ocorreu a emboscada. As lideranças dos mórmons vinham denunciando a ação dos criminosos, o que teria gerado essa tragédia.

“Uma família maravilhosa e amigos de Utah foram pegos entre dois cartéis de drogas cruéis, que estavam atirando uns contra os outros, com o resultando sendo a morte de americanos, inclusive bebês, com alguns desaparecidos. Se o México precisar ou pedir ajuda para limpar isso…”, diz o post de Trump.

“…. monstros, os Estados Unidos estão prontos, dispostos e capazes de se envolver e fazer o trabalho de forma rápida e eficaz. O grande novo presidente do México fez disso um grande problema, mas os cartéis se tornaram tão grandes e poderosos que você precisa de exército para derrotar um exército!”, continuou o presidente.

Embora já se saiba o motivo do crime, até agora não houve prisão pela polícia mexicana.

Leia também

Polícia