Turistas mortos no Chile: Itamaraty emite nota e diz que acompanhará investigações

Atualizado

O Itamaraty publicou, na tarde desta quinta-feira (23), uma nota de pesar pela morte dos seis brasileiros em Santiago, no Chile. As vítimas morreram nessa quarta-feira (22), após inalarem gás – possivelmente monóxido de carbono – no apartamento em que estavam hospedados. Entre as vítimas estava uma família catarinense.

“O Ministério das Relações Exteriores manifesta seu profundo pesar pelo falecimento de seis brasileiros de uma mesma família em um apartamento localizado na região central de Santiago, no Chile, em 22 de maio”, começa a nota.

Da esq. para a dir.: Felipe, Débora, Fabiano e Karoliny – Instagram / Reprodução ND

“Na tarde do ocorrido, o Consulado-Geral do Brasil em Santiago foi alertado por familiares das vítimas no Brasil, tendo diplomata daquela repartição imediatamente comparecido ao local e acompanhado a abertura do imóvel onde se encontravam os falecidos”, continua.

O Itamaraty afirma, ainda que o Consulado-Geral do Brasil em Santiago acompanha o caso e presta apoio integral para os trâmites necessários à liberação e ao traslado dos corpos.

“Serão igualmente acompanhados os procedimentos investigativos, a cargo das autoridades chilenas. O Itamaraty aguarda a identificação oficial das vítimas”, finaliza.

Leia também

As vítimas são o casal Fabiano de Souza, de 41 anos, e Débora Muniz Nascimento de Souza, de 38 anos; com os filhos Karoliny Nascimento de Souza, 14 anos, e Felipe Nascimento de Souza, 13. A família era moradora de Biguaçu, na Grande Florianópolis

Também morreram o irmão de Débora, Jonathas Nascimento Kruger, e a esposa, Adriane Kruger.

A família viajava por meio da plataforma Airbnb, que se responsabilizou pelos custos do traslado dos corpos. Segundo a empresa, a Airbnb também irá custear a ida e volta de familiares para os procedimentos de transporte.

Biguaçu decreta luto por três dias

O Prefeito de Biguaçu, Ramon Wollinger, afirmou na tarde desta quinta-feira (23), que Biguaçu está consternada com essa “tragédia imensurável”. O município decretou luto oficial por três dias.

“São 7 filhos de Biguaçu, sendo que a mãe de Debora e do Jonathas faleceu ontem. Estamos em contato de hora em hora com a família para prestar todo apoio, como local para velório coletivo que é um desejo da família. A equipe da prefeitura está a postos para prestar qualquer tipo de solidariedade e força para a família que está consternada”. disse o prefeito.

Confira a nota do Itamaraty na íntegra:

O Ministério das Relações Exteriores manifesta seu profundo pesar pelo falecimento de seis brasileiros de uma mesma família em um apartamento localizado na região central de Santiago, no Chile, em 22 de maio.

Na tarde do ocorrido, o Consulado-Geral do Brasil em Santiago foi alertado por familiares das vítimas no Brasil, tendo diplomata daquela repartição imediatamente comparecido ao local e acompanhado a abertura do imóvel onde se encontravam os falecidos.

O Consulado-Geral do Brasil em Santiago segue acompanhando o caso e prestando apoio integral para os trâmites necessários à liberação e ao traslado dos corpos. Serão igualmente acompanhados os procedimentos investigativos, a cargo das autoridades chilenas. O Itamaraty aguarda a identificação oficial das vítimas.

Geral