UFSC divulga laudos que justificam preço de compra do edifício Santa Clara

A Agência de Comunicação da UFSC (Universidade Federal de Santa Catarina) divulgou nesta quarta-feira (26) laudos técnicos que justificam o valor pago na compra do prédio Santa Clara, que irá abrigar a reitoria. A aquisição foi contestada pelo Conselho de Curadores da universidade, que emitiu um parecer contrário ao pagamento de R$ 33 milhões, apontando suspeitas de superfaturamento e falta de licitação. A Administração Central pede agora que representantes da reitoria participem da próxima reunião do Conselho, na tarde de quinta (27) para debater o parecer com os laudos divulgados.

Os laudos foram produzidos pelo professor e engenheiro da UFSC Norberto Hochheim, especialista em avaliações de imóveis. Ele analisou a metodologia aplicada pela Caixa Econômica Federal para atribuir o valor do prédio. “O procedimento metodológico usado na avaliação do edifício Santa Clara foi correto (…) não tendo sido encontrado nada que desabone o laudo”, concluiu o professor, no documento.

Geral