Uma nova frequência. Aparelho auditivo deve mudar a rotina de crianças com deficiência auditiva

Enquanto muitas crianças e adolescentes vibram com um brinquedo novo, com o gol feito durante um jogo de futebol ou com a vitória na partida de vídeo game, outras vibram com a tecnologia que vem para superar limites. Nesta semana 120 alunos e crianças de 5 a 17 anos que frequentam o serviço de Atenção à Saúde Auditiva da Universidade do Vale do Itajaí (Univali) começaram a receber o aparelho de Sistema FM. Uma tecnologia que nos últimos anos foi aprimorada e graças a um convênio entre Ministério da Saúde e Educação chega para melhorar a vida deste grupo de deficientes auditivos.

Os especialistas garantem que o equipamento vai mudar a rotina dessas crianças e adolescentes, principalmente na vida escolar. O deficiente auditivo vai usar o equipamento e o professor em sala de aula usa um microfone que capta a voz e envia através de ondas de rádio para o paciente. É como se ele estivesse falando no pé do ouvido do aluno.

Durante a entrega foram feitos os primeiros testes com crianças de várias cidades da região. Entre elas encontrei o Marlon e o Lucas, duas crianças inteligentes, espertas e loucas para ouvir de perto algumas vozes que antes se confundiam com os sons e ruídos captados pelos equipamentos comuns. Demorou um pouquinho até configurar o equipamento e realizar os testes.

Mas a espera foi recompensada pelo brilho no olhar e o sorriso largo dos meninos que estavam alucinados pela proximidade e clareza da voz de pessoas que testavam o equipamento. A vibração não vinha apenas dos garotos, mas também da equipe do serviço de saúde auditiva que vem acompanhando os garotos desde a descoberta da deficiência. Os dois começaram o tratamento com as fonoaudiólogas ainda pequenos. Hoje, estão em fase escolar. Aqui na região 200 pacientes vão ter a chance de ouvir de maneira mais clara e eficiente. Os primeiros equipamentos já chegaram o restante vem até o ano que vem.

Um passo importante, para incluir cada vez mais essas crianças e adolescentes e fazer com que eles desenvolvam as suas capacidades sem precisar esbarrar em obstáculos que a tecnologia vem ajudando a remover.

 

Assista a reportagem exibida no Jornal do Meio Dia sobre os aparelhos de Sistema FM:

 

Loading...