Veio ou não veio?

Reforço "confirmado",não vem mais para o Marcílio.O que diz, o presidente sobre isso. A final justa do Catarinense e a "inversão" de forças.

VEIO, MAS NÃO VEIO?

O futebol é dinâmico, rápido e muitas vezes, uma verdade “absoluta”, nem sempre é tão absoluta. Pois é. Na semana passada, o Marcílio Dias anunciou a contratação do volante Leandro Melo, um dos poucos destaques do Guarani de Palhoça no Campeonato Catarinense. A contratação de Leandro que já havia defendido o Marinheiro no passado foi um das primeiras a ser alinhavadas pelo presidente Marlon Bendini. Tanto que no jogo entre Camboriú e Guarani, pelo Campeonato Catarinense, Marlon e o diretor de futebol Agnaldo Hilton dos Santos já conversavam com o volante.

Então, no domingo chuvoso (05), o repórter Sidnei Batista do portal Futebol SC informa que o próprio Leandro Melo confirma que vai jogar no… Metropolitano. Ainda segundo, a matéria do Sidnei, Leandro falou que havia acertado apenas “verbalmente” com o Marinheiro, mesmo que o site rubro-anil já tivesse noticiado sua contratação.

Divulgação
LEANDRO – Volante vai para o Metrô

Nos sites oficiais dos clubes, nenhuma manifestação sobre Leandro Melo, o fato é que se confirmada, de duas opções, apenas uma. Ou o Marcílio se adiantou e anunciou o jogador, antes mesmo do acerto ou tivemos mais um caso clássico de jogador sem palavra. O que também é rotina, infelizmente.

LEILÃO

Conversei com o presidente Marlon Bendini, na primeira hora desta segunda-feira (06). Segundo, o dirigente, o Metrô ofereceu o dobro do salário proposto pelo Marinheiro. Incisivo, como sempre Marlon lascou: “Não entro em leilão”.

FINAL JUSTA

Não escondi, através dos meus comentários durante a fase decisiva do Campeonato Catarinense de que o justo seria uma decisão entre Chapecoense e Criciúma. Diferente da grande maioria (senão, a totalidade) dos demais estaduais pelo Brasil, no Catarinense, o campeão do turno não encara o campeão do returno e decide o caneco de uma forma direta.

CHAPECOENSE – Time do Oeste vai decidir o título contra o Tigre

Não, aqui é diferente, além dos campeões, dois clubes, avançam pelo índice técnico. E curiosamente, em 2013, Avaí e Figueirense, a dupla da Capital alcançou o status de semifinalista nessa condição. Pois bem, rolou a bola no fim de semana, e felizmente, para a “justiça”, Chape e Tigre levaram a melhor e vão decidir o Catarinense 2013. Nem sempre, o futebol é justo, mas diferente do ano passado, quando o Figueirense venceu os dois turnos e perdeu a final para o rival Avaí. Esse ano, o Campeão Catarinense vai ser de fato, um time que já ergueu uma taça.

INVERSÃO DE FORÇAS?

Num teste de raciocínio rápido, é só perguntar: Quais os dois times mais fortes de Santa Catarina, nacionalmente falando? Pelos históricos recentes na primeira divisão, a resposta evidente deve ser Avaí e Figueirense. Mas com o retorno da dupla a segunda divisão do Brasileirão, em condições de igualdade à Chapecoense e Joinville e o acesso do Criciúma, que vai ser o único representante na primeira divisão. Além do Estadual 2013, com a dupla fora das finais, será que a força do futebol catarinense retorna para o interior? É evidente que um movimento nesse sentido, começa a ganhar força. Será que vai se manter? E a dupla da Capital que tem mais torcida, maior potencial de investimentos, estrutura vai permitir essa ultrapassagem?

1991- Criciúma, campeão da Copa do Brasil – Força do “interior” de volta?

BOM REFORÇO

E o Avaí anunciou entre outros jogadores, a contratação do meio-campo Diego Jardel. O jovem jogador, que embora não tenha conseguido manter-se como titular do Camboriú no Estadual, era notoriamente, um dos atletas, mais técnicos do plantel. Articulador, driblador e com boa média de finalizações e gols para um meia, se trabalhado na Ressacada, principalmente para corrigir um erro: o preciosismo, Jardel pode ser importante para o Avaí na sequencia do Brasileiro e Copa do Brasil.

Divulgação/CFC
DIEGO JARDEL – Bom reforço do Avaí

PAIXÃO DIVIDIDA

Bacana, o clique do jornalista Ígor Póvoa do jornal Correio do Povo e da Rádio Guaíba do Grupo Record RS. A foto mostra uma casa em Caxias do Sul, durante a decisão do returno do Gauchão entre Internacional e Juventude. Em cada janela, uma paixão. O Colorado bateu o Jú nos pênaltis e conquistou antecipadamente o tricampeonato gaúcho.

Ígor Póvoa

SEMINÁRIO

Participei no último sábado (04), junto com os colegas da RICTV Itajaí, do Seminário de Jornalismo da emissora. Uma oportunidade única de aprendizagem e troca de experiências. Obrigado aos nossos coordenadores Flávia Jordão, Paulo Sérgio e Rodrigo Sikroski pela oportunidade e aos convidados Alexandre Mendonça (jornalismo), Hyeda Querino (fonoaudiologia), Flávia Bucker (moda), Alexandre Gonçalves (internet) e Paulo Hoeller (diretor operacional da RICTV) pelas informações e pelas dicas, para que esse trabalho continue com muito sucesso.

Flávia Jordão
SEMINÁRIO – Alexandre Mendonça com parte da equipe da RICTV Itajaí
Loading...