Veja as dicas de alimentação para se livrar do vício de fumar

Debora Klempous/ND

A transição entre uma vida mergulhada em nicotina para uma rotina sem ela exige, além de determinação, hábitos saudáveis. A alimentação é ponto primordial para que não ocorra a substituição do prazer de fumar pelo prazer de comer e assim criar outros problemas.

Importante evitar, logo depois de deixar de fumar, alimentos picantes, que excitem o apetite. “A pessoa passa a sentir mais o gosto dos alimentos e comer mais. Antes nada era gostoso, tudo tinha gosto de nicotina”, alerta a nutricionista Francine Ferrari.

Mesmo assim, os quilinhos indesejados são inevitáveis. “Passa a sobrar glicose – carboidratos e açucares – no organismo, porque, quando a pessoa fuma, ela usa parte dos nutrientes para eliminação de nicotina”, explica a nutricionista, que é ex-fumante há 20 anos.

Para ajudar a eliminar a nicotina do corpo, ela aconselha dar preferência a alimentos adstringentes, como limão e abacaxi, e alimentos funcionais, como aveia e tomate. (veja box) O tempo médio para desintoxicar o organismo de uma pessoa que fuma dez cigarros por em média um ano é de três meses, calcula Francine. “Depois de desintoxicar tem que tomar cuidado com a dependência psicológica, que geralmente é bem maior”, diz.

Para ajudar a desintoxicar da nicotina

 
Consumir..
– água (2 litros por dia)
– sucos naturais (feitos com água)
– frutas adstringentes – limão, abacaxi, maça
– alimentos funcionais – aveia, tomate, alho poró, nabo

Ficar longe..
– alimentos picantes
– temperos
– café (substituir por chá verde)

Não deixar de fazer…
30 minutos de exercícios físicos diários, acumulados em períodos de no mínimo 10 minutos

Fontes: Nutricionista Francine Ferrari/ OMS

Coinheça história de pessoas que conseguiram largar o vício. Clique aqui

Geral