Vereador Afonso Arruda declara ser inocente durante sessão na Câmara de Itajaí

Alguns parlamentares saíram do plenário como forma de protesto

O vereador Afonso Arruda compareceu pela primeira vez à sessão da Câmara de Vereadores de Itajaí, após ser liberado da Penitenciária da Canhanduba. Arruda assumiu novamente o cargo na semana passada, mas faltou a primeira reunião alegando que teria passado mal.

Foto/Matheus Nunes/RICTV Record

Vereador volta à Câmara após ficar 25 dias detido

Na noite desta terça-feira (20), quando Arruda o chegou ao plenário os vereadores Maurílio Moraes (PSD), José Acácio da Rocha (PSDB), Anna Carolina Martins (PRB), Dulce Maria Amaral Pereira (PSD), Giovani Felix (PT) e Tiago Morastoni (PMDB) levantaram-se das cadeiras e saíram da sessão como forma de protesto.

A mesma manifestação já havia acontecido quando Sadi Pires, também preso na operação Dupla Face do Gaeco, assumiu como suplente de Afonso Arruda, que ainda estava na prisão. Eles são investigados por irregularidades na liberação de alvarás em Itajaí.

No fim da sessão Arruda usou a tribuna. Ele declarou ser inocente e revelou que tentou suicídio enquanto estava no presídio. Ele ficou detido preventivamente durante 25 dias e foi liberado pela justiça devido à demora na conclusão do inquérito e a apresentação de denúncia por parte do Ministério Público.

Participe do grupo e receba as principais notícias
de Itajaí e região na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Notícias

Loading...