Vereador de Indaial é preso por suspeita de furto em supermercado de Balneário Camboriú

Atualizado

O presidente da Câmara de Vereadores de Indaial, Antônio Carlos Fink (PSDB), foi preso na última sexta-feira (21) suspeito de ter furtado produtos do supermercado Big, em Balneário Camboriú.

O vereador foi detido pelos seguranças do estabelecimento. Imagens de câmeras de monitoramento mostram ele sendo conduzido para verificação do carro. No veículo, foram encontrados produtos como lâmpadas, chuveiro, carnes entre outros itens.

Inicialmente, ele se identificou apenas como engenheiro aposentado. Só na delegacia que revelou ser vereador em Indaial. Fink foi liberado após pagar fiança.

Presidente da Câmara de Vereadores de Indaial, Antônio Carlos Fink (PSDB) – Câmara de Vereadores de Indaial/Divulgação/ND

O advogado do vereador, Vilmar Quizzeppi, disse que utilizará o circuito de vídeo-monitoramento do supermercado para comprovar a inocência dele. O defensor aguarda o fim do feriado para solicitar as imagens, que já teriam sido disponibilizadas à polícia.

Quizzeppi disse que foi ao supermercado e solicitou acesso ao conteúdo, mas a chefe de segurança teria dito que os vídeos foram levados para a delegacia. O defensor explicou que pedirá acesso a outras imagens e não somente as utilizadas pelos seguranças para justificar a abordagem.

Produtos que teriam sido furtados – Divulgação/ND

O advogado argumenta que toda a situação “não passou de um mal entendido” e que o cliente “estava com as compras no carrinho e foi ao banheiro, que fica do lado de fora da área de caixas”. Ele também questiona o fato de terem misturado os produtos que estavam no carrinho com o que havia dentro do carro, que teriam sido comprado em momento diferente.

O vereador deve fazer um pronunciamento na sessão da Câmara de Vereadores de Indaial, que ocorre na quarta-feira (27). “Ele está bastante tranquilo. Ele contribuiu contudo. Não tinha a mínima necessidade de colocar algemas”, finalizou.

Mais conteúdo sobre

Polícia