Vereador é acusado de ficar com parte do salário de assessores na Grande Florianópolis

Atualizado

O vereador Alexandre Soares (DEM), conhecido como Velha, foi flagrado recebendo dinheiro de assessores em um vídeo. O parlamentar é acusado de cobrar parte dos salários dos funcionários do gabinete na Câmara de São José e também de promover nepotismo cruzado. A denúncia foi realizada pelo suplente de vereador Mauro Fiscal (DEM), que procurou o Ministério Público no começo de maio.

Parlamentar disse que se manifestará sobre o caso após o retorno do advogado de viagem – Reprodução/ND

Um vídeo divulgado na semana passada mostra Velha recebendo do dinheiro dos mãos de Ivan Dione Cerqueira Teixeira, ex-chefe de gabinete dele, e de Israel Nunes Cordova. As imagens foram gravadas em abril do ano passado. A prática conhecida como “rachinha” é quando o parlamentar contrata um servidor comissionado, mas fica com parte da remuneração. Entre as provas anexadas a denúncia, estariam imagens de conversas do vereador e assessores no aplicativo WhatsApp. O vídeo estava publicado no Youtube, mas ontem, havia sido retirado do ar.

Outra prova anexada é um a ata notarial onde um ex-assessor confirma um acordo feito no dia da posse de que repassaria R$ 2 mil mensais de parte do salário. Ele teria tentado cancelar o acordo, mas o pedido foi negado. Na ata notarial, documento registrado em cartório, ele conta ainda que teve que deixar o cargo por motivos médicos e que indicou a irmã para atuar no gabinete. Desta vez, o valor a ser pago seria a quantia de R$ 2.500 mensais. A irmã declinou da proposta.
A outros veículos de comunicação da região, o vereador argumentou que o dinheiro era referente a gastos pessoais dos assessores e de um horário do programa de televisão. Ontem, questionado sobre o assunto, o parlamentar informou que se pronunciará no dia 7 de junho, quando o advogado retornar de viagem. Ele destacou que não foi notificado pelo Ministério Público. A Câmara de Vereadores de São José não emitiu nota sobre o caso. Questionada sobre o assunto, não se manifestou até o fechamento da edição.

Mais conteúdo sobre

Política