Vídeo: Douglas Borba e Leandro Barros chegam à sede da DEIC

Atualizado

O ex-secretário da Casa Civil e o advogado Leandro Barros foram presos preventivamente na manhã deste sábado (6). A ação faz parte da segunda fase da Operação Oxigênio, que apura fraudes na compra de 200 respiradores pela SES (Secretaria de Estado da Saúde), pelo valor de R$ 33 milhões.

Uma força-tarefa, que inclui Ministério Público de Santa Catarina, Polícia Civil e o Tribunal de Contas, foi montada para apurar o caso. Os dois foram levados para a sede da DEIC (Diretoria Estadual de Investigações Criminais).

Leia também:

Cerca de 50 policiais participam desta nova etapa da Operação, que cumpre 14 mandados de busca e apreensão e seis de prisão preventiva. Além de Santa Catarina, outras duas pessoas foram presas no Rio de Janeiro e outros dois mandados de prisão preventiva estão sendo cumpridos em São Paulo.

Mais conteúdo sobre

Polícia