VÍDEO: Em Criciúma, deputado Eduardo Bolsonaro critica soltura de Lula

Atualizado

“É um recado que se passa para a sociedade, que o crime compensa e que se você for um político, o crime compensa” criticou o deputado federal Eduardo Bolsonaro, após a soltura do ex-presidente Lula na noite desta sexta-feira (8).

A declaração foi feita pelo filho do presidente Jair Bolsonaro em Criciúma, no Sul de Santa Catarina, onde participou de um ciclo de palestras promovidas pelo grupo Coalização Conservadora. Para o evento, Eduardo apresentou uma palestra com o tema “A História do Brasil e o Conservadorismo”.

Leia também

O ex-presidente foi solto após o juiz Danilo Pereira Júnior, titular da 12ª Vara de Execuções Penais, determinar expedição de alvará de soltura do petista. A ação ocorreu menos de 24 horas depois que o Supremo Tribunal Federal declarou inconstitucional a prisão em segunda instância.

O deputado afirmou ainda que já há mobilização no Congresso para tentar reverter a decisão. “Essa semana, já antecipado pelo presidente da CCJ Felipe Francischini, será pautado a relatoria da Caroline de Toni da PEC 410/2018 para que corra o mais rápido possível”, indicou o deputado.

A PEC 410/2018 altera o inciso LVII do art. 5º da Constituição Federal para prever que ninguém será considerado culpado até a confirmação de sentença penal condenatória em grau de recurso.

Crise no PSL

“Se a gente vai para um partido novo a ser criado ou se vamos para um partido existente, isso será decidido em breve” afirmou Eduardo Bolsonaro – Foto: Nilson Bastian/ Câmara dos Deputados

“É bem claro que estamos juntos com nosso maior líder”, afirmou o deputado, referindo-se ao presidente Jair Bolsonaro. Eduardo afirmou que Jair Bolsonaro deve sede saída do PSL (Partido Social Liberal). “Se a gente vai para um partido novo a ser criado ou se vamos para um partido existente, isso será decidido em breve” afirmou.

O deputado afirmou ainda que o balanço desses onze meses de governo é positivo. “O investidor começa a ter confiança de investir no Brasil” concluiu o deputado.

*Com informações RICTV/Record

Mais conteúdo sobre

Política