Zé Pereira leva multidão ao Ribeirão da Ilha, em Florianópolis

Geraldo do Valle Pereira?ND

Movimento agora à tarde no Ribeirão

O Zé Pereira faz o Ribeirão da Ilha pular ao som de inesquecíveis marchinhas e sambas que fazem sucesso no Carnaval brasileiro. O Zé Pereira 2011, uma realização da Sociedade Musical e Recreativa Lapa com patrocínio da Secretaria de Estado de Turismo, Cultura e Esporte de Santa Catarina e Prefeitura de Florianópolis. A colunista do Notícias do Dia, Luíza Gutierrez, é a apresentadora da festa.

O Zé Pereira ganha a cada ano mais e mais adeptos e foliões e dentre os aspectos responsáveis por esse aumento no público está a segurança, a infra-estrutura e o repertório de qualidade. Este ano o Zé Pereira conta com o aumento do número de seguranças em todo o local e banheiros químicos, que se encontram atrás da intendência, para dar mais tranquilidade para todos.

O Zé Pereira é realizado em vários locais do Brasil. Alguns atribuem a criação do evento a um músico e carnavalesco português estabelecido no Rio de Janeiro em meados do século XIX.  No Ribeirão da Ilha, o Zé Pereira anuncia as primeiras animações para o carnaval e se mistura ao Joga n’água, chamado na tradição açoriana de entrudo. Antes era realizado aos sábados e domingos e os moradores iluminavam as fachadas das casas ver a banda passar e o Carnaval era marcado com desfiles de carros e banhos à fantasia.  Os mais antigos contam que a brincadeira começou nas primeiras décadas do século passado. Na época, as pessoas confeccionavam fantasias de papel especialmente para a ocasião. Após a festa, todos participavam do banho de mar coletivo, quando os adereços se desmanchavam na água. E ficou o Zé Pereira conhecido também por Joga n’água.  E a história da Banda se mistura a do Zé Pereira em meio à tradição e alegria!

Veja mais fotos:

#carnavalnaRIC