Catarinenses carimbam passaporte e reforçam time olímpico do Brasil

Três atletas de Santa Catarina já têm vaga garantida na Olimpíada, assim como o árbitro Cristiano Maranho

Janine Turco/ND
Número 2 no ranking mundial, Bruno Fontes disputará sua segunda Olimpíada

Eles suaram a camisa, venceram obstáculos, superaram limites. Tudo para se tornarem os melhores em suas modalidades e representarem o Brasil no maior espetáculo esportivo do planeta.

A pouco mais de 100 dias para o início da Olimpíada, 167 brasileiros já carimbaram o passaporte para os Jogos de Londres. Entre eles, três representantes de Santa Catarina: o velejador Bruno Fontes e os remadores Anderson Nocetti, o Macarrão, e a campeã mundial Fabiana Beltrame. Chana Masson, de Capinzal, goleira titular da seleção de handebol, só aguarda a convocação oficial. E o árbitro paranaense Cristiano Maranho, radicado em Florianópolis, reforça o time catarinense na Inglaterra.

Principal nome da classe Laser no país na atualidade e segundo no ranking mundial, Bruno Fontes disputará sua segunda Olimpíada. Aos 32 anos, o curitibano que elegeu Florianópolis como sua cidade do coração esteve em Pequim, em 2008, e está confiante para os Jogos de Londres. “É um desafio a mais. Antes, eu tinha o sonho de chegar à Olimpíada. Hoje, tenho mais maturidade e meus resultados me credenciam para tentar trazer uma medalha”, afirmou.

No remo, Fabiana Beltrame, primeira brasileira a conquistar uma medalha de ouro no Mundial feminino, em 2011, participará pela terceira vez dos Jogos Olímpicos. A manezinha, que trocou Floripa pelo Rio de Janeiro para treinar em alto nível, é atleta do Flamengo e competirá ao lado da carioca Luana Bartholo no double skiff peso leve. “A Olimpíada é uma competição especial, que só acontece de quatro em quatro anos. Sinto-me orgulhosa e ao mesmo tempo ansiosa em representar meu país”, ressaltou.

Já o remador Anderson Nocetti, o Macarrão, que também trocou Florianópolis pelo Rio disputará sua quarta Olimpíada consecutiva. “Mas a emoção é tão ou mais forte do que a primeira vez”, afirmou o atleta do Botafogo.

Os Jogos de Londres serão disputados de 27 de julho a 12 de agosto e terão transmissão exclusiva da Rede Record para a televisão aberta.

VipComm/Divulgação/ND

Fabiana Beltrame, campeã mundial em 2011, é esperança de medalha de ouro em Londres

O outro lado do sonho olímpico

O objetivo de ir à Olimpíada não é exclusividade dos atletas. Árbitros, treinadores e todos que vivem no meio esportivo compartilham desse mesmo sonho. É o caso do árbitro de basquete Cristiano Maranho, que, aos 38 anos, se prepara para ir pela segunda vez aos Jogos Olímpicos.

Eleito o melhor árbitro da CBB (Confederação Brasileira de Basquete) nos últimos três anos, Maranho participou de quatro Mundiais e apitou duas semifinais olímpicas, uma masculina e uma feminina, em Pequim. “O objetivo de todo atleta é ir para a Olimpíada e com o árbitro não é diferente. Quando pisei na quadra para apitar Argentina x Croácia nos Jogos de Pequim foi um sonho que se realizou”, relembra com entusiasmo.

Natural de Jandaia do Sul (PR) e radicado em Florianópolis desde 2004, Maranho começou no basquete como jogador. Sem uma técnica apurada, fez um curso de arbitragem, em 1995. Três anos depois, já despontava entre os melhores árbitros do país e  passou a apitar jogos internacionais. “É um meio muito fechado. Mas se você é chamado uma vez e faz um bom trabalho, maiores são as chances de voltar na próxima competição”, finalizou.

Marco Santiago/ND
Cristiano Maranho, árbitro de basquete, vai apitar pela segunda vez em uma Olimpíada
Catarinenses ainda brigam por vagas

O número de catarinenses que devem ir aos Jogos de Londres deve aumentar significativamente. Há pré-olímpicos para serem disputados e muitas vagas em aberto. Também há a expectativa pela convocação definitiva das principais seleções, como futebol, vôlei, basquete e handebol.

Entre todas essas as modalidades, o handebol feminino, que já está garantido nos Jogos, é o esporte com maiores chances de ter mais catarinenses. Natural de Capinzal, Chana Masson é a goleira titular da seleção, que também deve contar com a armadora Eduarda Amorim, de Blumenau, e com a pivô Scheyla Gris, de Seara.

No basquete masculino, que também já está garantido em Londres, Tiago Splitter deve aparecer na convocação do técnico argentino Rubén Magnano, no dia 17 de maio. Nascido em Joinville, o pivô começou no basquete em Blumenau e hoje atua na NBA, pelo San Antonio Spurs.

Renê Simões reforça time da Record

O time de comentaristas da Record para a Olimpíada está crescendo. O mais novo nome da emissora que detém os direitos de transmissão é o do técnico René Simões, que irá comentar as partidas da seleção brasileira feminina.

Simões faz parte da extensa lista de comentaristas para os Jogos, que já conta com Fernando Scherer (natação), Luisa Parente (ginástica), Magic Paula (basquete), Mauricio Lima (vôlei), Oscar Schmidt (basquete), Robson Caetano (atletismo), Rogério Sampaio (judô) e Virna Dias (vôlei). Álvaro José, Mauricio Torres, Éder Luiz, Lucas Pereira e Eduardo Vaz serão os narradores da emissora em Londres.

Essa será a primeira experiência de Simões, que conquistou a medalha de prata na Olimpíada de Atenas, em 2004, com o futebol feminino, comentando a Olimpíada e se comparou aos atletas que representarão o país em Londres. “Vou comentar uma Olimpíada pela primeira vez. Sinto um frio na barriga como um atleta que disputará uma medalha. Estou feliz com esse sentimento”, disse.

A Record mostrará a Olimpíada de Londres com exclusividade na TV aberta brasileira, e também pela internet, por meio do R7. A Record detém ainda os direitos de transmissão dos Jogos Pan-americanos de Toronto 2015 e da Olimpíada do Rio de Janeiro 2016.

Agenda – Pré-Olímpicos

De 06/04/2012 a 08/04/2012 Pré-Olímpico masculino de Handebol – Europa

De 11/05/2012 a 13/05/2012 Vôlei – Pré-Olímpico Sul-Americano (feminino) – Brasil

De 25/05/2012 a 27/05/2012Pré-Olímpico feminino de handebol – Europa

De 25/06/2012 a 01/07/2012Basquete – Pré-Olímpico Mundial (feminino) – Turquia

De 02/07/2012 a 08/07/2012 Pré-Olímpico Mundial masculino de basquete – Venezuela

Acesse e receba notícias da Grande Florianópolis pelo WhatsApp do ND+

Entre no grupo