Ciclismo: catarinense Murilo Fischer disputa sua quarta olimpíada

A largada da prova de ciclismo de estrada em Londres marcada para as 6h, neste sábado

Jefferson Bernardes/ND

Murilo Fischer ciclista catarinense

Murilo Fischer disputou prova de ciclismo de estrada nos Pan-americanos de Guadalajara

O velocista do ciclismo Murilo Fischer, natural de Brusque, é mais um catarinense nos Jogos Olímpicos de Londres. No próximo sábado, ele vai pedalar os 250 quilômetros na prova do Ciclismo de Estrada. Esta será sua quarta participação em Olimpíadas. Experiência que não diminui a ansiedade dias antes da prova. “Lógico que existe uma grande emoção, principalmente chegando em Londres com bastante experiência em provas do tipo”, analisa o ciclista de 33 anos. 

O início no pedal foi no mountain bike, em 1995, “por simples lazer”. Depois de dois anos, com algumas competições, Murilo passou às provas de resistência, de onde não saiu mais. Ao longo destes quinze anos de carreira na modalidade, o catarinense detém alguns recordes. É o único brasileiro a ter completado dois grandes tours (Tour de France e o Giro d’Itália) e o segundo brasileiro a ganhar uma etapa de uma corrida ProTour (Luciano Pagliarini conquistou em 2007). 

Para atingir seus objetivos no esporte, Murilo teve que deixar o Brasil, ainda em 2004. “Para se tornar profissional e participar das competições mais importantes a mudança para a Europa é obrigatória. Foi uma coisa natural, mas mesmo assim difícil, pela distância”, conta ele, que reside atualmente em Treviso, na Itália. 

E é por lá, na altitude de 2.100 metros de Passo Pordoi, que o veterano está fazendo sua preparação. Entre as principais dificuldades, Murilo destaca o tempo instável de Londres. “Existem vários fatores que determinam uma competição. Acredito que em Londres, a segunda parte da competição será muito seletiva e, se chover, dificulta ainda mais”, prevê.

Acesse e receba notícias de Florianópolis e região pelo WhatsApp do ND+

Entre no grupo