Ansiedade e as aulas

Algum grau de ansiedade ao separar-se dos pais ou alguém muito próximo no início do ano letivo, ao en­trar para a pré-escola ou diante de uma mudança de colégio faz parte do desenvolvimento nor­mal de crianças e adolescen­tes. Entretanto, algumas vezes esse sentimento ultrapassa o que seria esperado para aque­la idade, trazendo sofrimento intenso que interfere nas ati­vidades diárias e no desenvolvimento da criança. Nesses casos, pode haver necessida­de de avaliação psiqui­átrica e o diagnóstico de transtorno de an­siedade de separação deve ser suspeitado.

O transtorno de an­siedade de separação pode aumentar o risco de desenvolvimento de problemas como ansiedade e depressão na vida adulta. As crianças podem ficar choro­sas, muito agarradas aos pais, preocupadas que algo ocorra a eles ou a elas mesmas. Dores de cabeça, de abdômen, tonturas, pesadelos, dificuldades para dormir, náuseas e palpitações são comuns. Quanto às causas, esses quadros são produto de genes e ambiente no funcio­namento de regiões do cére­bro envolvidas nos circuitos do medo e recompensa. Compor­tamentos paternos que desen­corajam a autonomia, discórdia parental severa, doença física e mental em um dos pais e expe­riências traumáticas precoces são largamente associados aos transtornos psiquiátricos em crianças. Temperamento inibi­do, medo de falhar, depressão e gênero feminino também estão associados.

Recomenda-se aos pais que ou­çam o filho e busquem manter a calma quando a criança esti­ver ansiosa. Apoiar o retorno à escola, ensinar técnicas simples de relaxamento e elogiar seus esforços para lidar com os sin­tomas são muito importante.

A escola deve auxiliar no re­torno da criança o mais rápi­do possível mantendo reuniões com os pais, permitindo um dia escolar mais curto e depois prolongá-lo gradualmente, en­tre outras ações.Tratamentos eficazes estão disponíveis e in­cluem psicoterapia e medica­ções quando necessário. Assim, pais e escola podem ajudar a fazer este retorno às aulas ser mais suave e contribuir para a saúde mental futura dos jovens!

Mais Opiniões Artigos

Artigo

Só no ano passado o Tribunal de Justiça de Santa Catarina recebeu 952 mil novos processos. O tempo […]

Artigo

Em palestra na Alesc (Assembleia Legislativa de Santa Catarina) na sexta-feira, 30 de agosto, o presidente da Câmara […]

Artigo

O relatório da McKinsey&- Company divulgado no mês de Agosto, intitulado “Visão Brasil 2030: Contribuindo para a transformação […]

Artigo

O abuso — definido pelo dicionário como “uso excessivo ou imoderado de poderes” —, há de ser combatido. […]

Artigo

A Sociedade Catarinense de Proctologia, o Capítulo Catarinense da Sociedade Brasileira de Endoscopia Digestiva e a Sociedade Catarinense […]