Bem-aventurados

Escrevo para render homenagem aos que tem a alma vestida com a alva dos bem-aventurados, os professores. Sempre acreditei no exercício profissional do professor como proposta e solução aos desafios da sociedade, formando gerações. Entendo que somente a ocupação especializada e o trabalho intelectual fazem viver e crescer a categoria de indivíduo e a qualidade social. O mestre ensina a pensar e a assimilar as conquistas mais significativas do conhecimento moderno. Parabéns professores pelo fiel cumprimento do seu papel, onde incansavelmente buscam lapidar uma sociedade mais justa e perfeita. O professor consciente da grandeza do seu trabalho o faz como forma de testemunho pessoal: o selo de sua dignidade, a chave do seu prestígio e o registro de sua honradez. A palavra de ordem é: não esmorecer. A cada manhã, quando a primeira aurora se levanta nos céus, os professores renovam o seu compromisso inadiável com a vida. E vão para o tempo que há de vir, com as nossas ânsias e os nossos sonhares, lançando um olhar para o futuro como quem tenta inaugurar novos mundos dos dias vindouros, mesmo conscientes de que muita coisa ainda é uma aspiração e uma promessa, mas a alma de professor não esmorece. Ser professor é, muito antes de ser uma profissão, uma das formas mais genuínas do amor. Como já dizia o grande mestre Paulo Freire, “eu nunca poderia pensar em educação sem amor. É por isso que me considero um educador: acima de tudo porque sinto amor.” Esta dedicação profissional amorosa vai além de cumprir horário e currículo, de estar lá para sanar dúvidas, para ensinar não só a matéria, mas ensinar o melhor do pouco, ou muito, que sabe sobre a vida. O professor acaba por viver muitas vidas além da sua. Finalizo com Fernando Pessoa, “o valor das coisas não está no tempo que elas duram, mas na intensidade com que acontecem. Por isso existem momentos inesquecíveis, coisas inexplicáveis e pessoas incomparáveis. “Caríssimos bem-aventurados professores, sejam para a sociedade profissionais inesquecíveis, bondades inexplicáveis e seres humanos incomparáveis. Assim seja!

Mais Opiniões Artigos

Artigo

Lentamente, com avanços pontuais, o ambiente de negócios vai melhorando no Brasil. A reforma da Previdência foi, finalmente, […]