Covid-19 e os pacientes acometidos pela diabetes mellitus

A pandemia do novo coronavírus tem causado preocupação em muitas pessoas, principalmente naquelas enquadradas em grupos de risco, como hipertensos, obesos, portadores de doenças cardiovasculares, câncer e diabéticos.

Apesar da mortalidade geral dos pacientes com Covid-19 ser baixa, a maioria dos estudos disponíveis demonstrou o diabetes mellitus (DM) como uma comorbidade distinta, associado à evolução mais grave da doença, a síndrome do desconforto respiratório agudo, e o consequente aumento nas taxas de mortalidade.

Poderia se supor que pacientes com DM têm maior probabilidade de serem mais velhos, e a idade avançada tem demonstrado estar consistentemente associada a um pior prognóstico na Covid-19.

No entanto, o DM está associado a mau prognóstico em outras infecções virais, especialmente Influenza, H1N1, SARS e MERS. Uma das explicações é que a imunidade inata (que é a primeira linha de defesa contra o coronavírus) é inevitavelmente comprometida em pacientes diabéticos não controlados, permitindo assim a proliferação rápida do vírus.

Mesmo a hiperglicemia de curto prazo demostrou atordoar transitoriamente o sistema imunológico inato. Além disso, o diabetes mellitus é caracterizado por uma resposta exagerada à citocinas inflamatórias, fazendo com que esses pacientes tenham desfechos piores. Portanto, o controle adequado da doença é ainda mais fundamental neste período de quarentena.

Adotar uma estratégia alimentar com baixo consumo de carboidratos, como as dietas Low carb e cetogênica, é o mais indicado para prevenir, tratar e até mesmo reverter quadros de diabetes – como confirmou a ADA, Associação Americana de Diabetes em documento publicado em 2019.

A diretriz norte-americana reconheceu a Low carb – que preconiza um cardápio com maior ingestão de proteínas, legumes, verduras e gorduras, eliminando açúcar e amido em alimentos de qualquer espécie, integrais ou não, evitando do consumo e alimentos ultra processados – como a melhor estratégia para pacientes com Diabetes Tipo 2.

+

Artigos