Criança tem reumatismo?

Sim, as doenças reumatológicas também acometem crianças e adolescentes. Frequentemen­te, os pediatras atendem pacien­tes com sintomas destas patolo­gias. O atraso no encaminhamento ao reumatologista pode retardar o diagnóstico e o tratamento, poden­do acarretar danos permanentes. Crianças com suspeita de doença autoimune, dor em membros, au­mento de volume nas articulações, febre prolongada de origem inde­terminada, alterações cutâneas ou alterações laboratoriais sugestivas, deverão consultar um reumatolo­gista pediátrico.

Dentre as doenças reumatológicas mais comuns temos a AIJ (artrite idiopática juvenil) e a PHS (púrpura de Henoch-Schönlein). A AIJ é uma doença crônica articular que causa incapacidade a curto e longo prazo, e pode acometer os olhos (uveíte). Já a PHS é a vasculite mais frequen­te da faixa etária pediátrica, seguida pela Doença de Kawasaki.

Com o aumento ao acesso às ava­liações médicas e aos antibióticos, houve diminuição da incidência da febre reumática, uma doença infla­matória que ocorre após a faringo­amigdalite (processo inflamatório de estruturas que compõem as vias aéreas superiores, mais especifica­mente a faringe e as amígdalas) e acomete principalmente as articu­lações, o coração e o sistema ner­voso central.

A “dor do crescimento” é uma pato­logia benigna da infância, que deve ser diferenciada de outras doenças e pode gerar incapacidade funcio­nal, alteração emocional e social. Existem também aquelas que são menos frequentes, porém podem apresentar-se com quadro inicial ou evolução grave.

Entre elas: lúpus eritematoso sistê­mico, dermatomiosite juvenil, es­clerodermias sistêmica e localizada, síndrome antifosfolípide, Sjögren, vasculites, doenças autoinflamató­rias, entre outras.

Portanto, diante da variedade e complexidade das doenças reuma­tológicas pediátricas, qualquer si­nal de alerta deverá ser investigado. Com o avanço da medicina e da tec­nologia, os diagnósticos são reali­zados precocemente e, somados às terapias multidisciplinares e medi­camentosas, crianças e adolescen­tes apresentarão menos sequelas e melhor qualidade de vida.

Mais Opiniões Artigos

Artigo

O século 21 vai exigir mudanças radicais nos processos de fa­bricação de produtos e servi­ços. A transformação digital […]

Artigo

A expressão “não existe almoço grátis” aparece cada vez mais nas discussões sobre orça­mento público no Brasil. A […]

Artigo

Florianópolis é mundialmente reconhecida pelas suas belezas naturais e pela sua gastrono­mia. Em 2014, tornou-se a primei­ra cidade […]

Artigo

Já compartilhei em outras publicações sobre a decisão de fazer um inter­câmbio, os medos envolvidos, as difi­culdades e […]

Artigo

A avicultura industrial brasileira nas­ceu em território barriga-verde e conquistou o mundo, é sinônimo de eficiência e qualidade […]