Desafios e aprendizados na Justiça

Em 2020, aprendemos muito sobre mudanças. O mundo inteiro foi impactado pelas dúvidas e crises provocadas pela pandemia do coronavírus e no Poder Judiciário não foi diferente.

Porém, o contexto conturbado que marcou este ano acabou acelerando mudanças que nos permitiram reinventar os serviços prestados no sistema de Justiça e manter o atendimento à população sem interrupções mesmo em condições adversas.

Adaptamos rotinas e ambientes de trabalho, economizamos recursos, aplicamos tecnologia de forma criativa e inovadora e, assim, melhoramos nosso modo de trabalho. Mostramos capacidade de adaptação e elevada produtividade, alcançando marcas históricas em números de julgamentos e processos movimentados.

Recebemos do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) o “Selo de Ouro” no “Prêmio CNJ de Qualidade”, anunciado em dezembro, em reconhecimento à governança, produtividade, transparência e tecnologia aplicadas nos serviços que prestamos à sociedade.

Este período tão significativo torna ainda mais importante, para mim, o desafio de presidir a Associação dos Magistrados Catarinenses (AMC) a partir de 2021. Há 60 anos, a AMC luta pela defesa das prerrogativas da magistratura porque são elas que garantem, à sociedade, que os juízes estejam protegidos de interferências externas, permitindo julgamentos isentos, imparciais e pautados unicamente pelo Direito.

Assim, o Judiciário catarinense e a AMC terão um duplo desafio nos próximos anos. O primeiro, aumentar ainda mais a elevada e reconhecida produtividade jurisdicional com o uso das novas tecnologias disruptivas.

O segundo é conjugar tal produtividade com a busca incessante pela manutenção das prerrogativas da magistratura, as quais em verdade não atuam em favor dos juízes, mas sim em benefício de toda a sociedade. Uma magistratura forte e independente é fundamental para a manutenção do Estado Democrático.

Terminamos 2020 com a certeza de que aprendemos muito com cada desafio, e certos de que estamos preparados para o futuro. E o futuro deve projetar uma prestação jurisdicional de excelência, como constantemente, ano a ano, o Poder Judiciário catarinense se propõe a ofertar.

+

Artigos

Artigo

Sabido e ressabido que “todo poder emana do povo, que o exerce por meio de representantes eleitos ou ...

Artigo

As velhas tragédias gregas já nos ensinaram que são poucas as coisas que de fato movem a humanidade: ...

Artigo

​A infraestrutura é aliada incondicional do desenvolvimento econômico e social. A afirmação é irrefu ...