É preciso liberdade para tratar a Covid-19

Liberdade para escolher o tratamento contra a Covid-19 – esse tem sido o apelo de médicos e pacientes aos gestores. O que o grupo ND também passou a defender em todos os seus veículos, publicado na quarta-feira (15). É essencial que se abra espaço para esclarecer sobre todas as formas de tratamento a população, em especial nesse momento de tantas incertezas. Em meio a uma guerra – que é o cenário atual – as equipes de saúde devem ter disponíveis todos os medicamentos possíveis de serem usados.

Não defendo um ou outro medicamento – mas a diversidade de materiais disponíveis – para que o médico escolha a que for a melhor para o seu paciente. Os remédios necessários precisam estar disponíveis no SUS e não só na rede privada. O tratamento precoce foi liberado há mais de 15 dias pelo Conselho Regional de Medicina de Santa Catarina, diante disso, achamos que o estado – aqui incluo os governos estadual e municipal – iriam agilizar a compra de medicamentos, mas isso não ocorreu.

Além de não acatar a decisão do CRM, chegamos ao ponto de não ter leitos, nem respiradores que suprissem a demanda.

Mesmo manifestando sintomas leves, o paciente deve ser atendido presencialmente, para exames e diagnóstico clínico. O Tratamento Precoce reduz significativamente as complicações do vírus. Cidades como Manaus, Belém do Pará e Porto Feliz adotaram essa prática e obtiveram bons resultados. O processo de gravidade da Covid-19 tem a ver com a carga viral que se desenvolve na primeira fase da doença.

Se não tratada precocemente para combater a multiplicação viral, poderá evoluir para a segunda fase, onde se faz necessária a internação, para tratar de forma mais complexa o processo inflamatório e alterações da coagulação causados pelo próprio organismo.

Caso as duas primeiras fases não tenham sido cumpridas em tempo, 5% dos pacientes terão agravadas as suas condições, passando para a terceira fase da doença, quando são tratados em UTIs, com o uso de respiradores mecânicos e intubação. O acesso ao médico deve ser propiciado nos primeiros sintomas. Será assim que lidaremos com a pandemia de forma racional, eficiente e muitas vidas serão salvas.

+

Artigos

Artigo

Sabido e ressabido que “todo poder emana do povo, que o exerce por meio de representantes eleitos ou ...