Glaucoma: é preciso tratar

O Dia Nacional de Combate ao Glaucoma, doença que atinge 65 milhões de pessoas no mundo e é causa de cegueira total em 4,5 milhões, foi comemorado no final de maio, mas o tema é sempre atual, pois de cada 100 pessoas no Brasil, duas delas sofrem com a enfermidade. Ainda sem cura, o glaucoma tem tratamento e quanto antes for diagnosticado, melhor.

Sem sintomas bem definidos, às vezes sem nenhum sintoma, a doença se manifesta geralmente pela perda da visão periférica e é causada pela elevação da pressão intraocular, o que provoca lesões no nervo ótico. É mais frequente a partir dos 40 anos, razão pela qual é nessa faixa de idade que mais se recomenda a realização de exames oftalmológicos periódicos.

Há alguns tipos: o mais comum é o glaucoma crônico simples, também chamado de glaucoma de ângulo aberto, que representa 80% dos casos. Há o glaucoma de ângulo fechado, quando há uma repentina pressão intraocular e há o congênito, que atinge os recém-nascidos.

Bem raro, o congênito aparece no primeiro ano de vida e se caracteriza por uma alteração na transparência córnea – que parece branco-azulada – e por um aumento do globo ocular. Por fim, há o glaucoma que surge como consequência de doenças, entre elas a catarata e a diabetes.

Geralmente, o tratamento é feito com colírios. E aqui entra uma questão muito importante: conforme a Sociedade Brasileira de Glaucoma (SBG), uma das principais causas da doença é o uso indiscriminado de colírios com corticoide. A pessoa está com conjuntivite, por exemplo, vai ao oftalmologista e este receita um colírio, por uma semana.

O paciente, entretanto, continua usando o remédio para qualquer desconforto, durante meses.  O uso contínuo, desnecessário e sem acompanhamento, pode causar, além do glaucoma, catarata e cegueira irreversível.  Isto ocorre porque o princípio ativo do colírio com corticoide aumenta a produção do chamado humor aquoso, um líquido incolor responsável por regular a pressão interna do olho.

Com as atenções da mídia, da população e da comunidade médica voltadas para a Covid-19, se torna ainda mais necessário, importante e urgente se falar da saúde dos nossos olhos.

+

Artigos

Artigo

Sabido e ressabido que “todo poder emana do povo, que o exerce por meio de representantes eleitos ou ...