Inspiração Feminina da Justiça

A feminilização do Direito e da Justiça é fenômeno que desperta atenção, já que a presença da mulher neste universo traz significativas mudanças para a sociedade e o sistema judiciário. Nós, Magistradas, temos a consciência de nossa importância social, na medida em que encorajamos outras mulheres a buscarem a plenitude de seus sonhos.

Características notoriamente femininas dão azo ao exercício de nossa função sem qualquer vínculo senão com a verdade e com a Justiça, um dos segredos do sucesso das mulheres Magistradas que, com força, coragem e sensibilidade, executam a arte de bem julgar. Não é à toa que a Justiça é simbolizada pela Deusa Themis, revelando o sentimento da equidade e da humanidade acima das paixões humanas.

Em constante diálogo com o coração e a mente, com vocação e alma apaixonada, conciliamos a atividade profissional e a vida pessoal com maestria e competência indiscutíveis, fato evidenciado pelo crescente feminilização da Magistratura. Fazendo jus à toga e à vanguarda da catarinense Thereza Grisólia Tang, uma das primeiras mulheres a ocupar o cargo de Juíza no Brasil, buscamos na Magistratura o desenvolvimento de valores éticos e o reconhecimento do esforço ao enfrentar os desafios da carreira.

A pluralidade da mulher Magistrada, munida de caráter intuitivo e mais sensível aos atos do que às simples palavras, confere legitimidade democrática ao Poder Judiciário. Com afeto e inteligência no olhar e nas falas, ganhamos força ao aplicar nossos ideais éticos e solidários de forma conectada aos anseios sociais, promovendo o justo e a igualdade.

O mundo ainda não está plenamente preparado para o poder feminino. É preciso ir além para descobrir as ambivalências do feminismo. A participação da mulher vem se definindo, não só nas carreiras jurídicas e na participação política, por sua inteligência, credibilidade, persistência, preparo, firmeza e personalidade. É certo que a plena cidadania feminina ainda não foi alcançada, uma vez que, mais do que igualdade de gêneros, a mulher busca o reconhecimento de sua importância na sociedade, em qualquer papel que escolha desempenhar.

Neste Dia Internacional da Mulher, só podemos concluir que o “sexo frágil” nunca se mostrou tão forte! Parabéns, Mulheres!

+

Artigos

Artigo

Sabido e ressabido que “todo poder emana do povo, que o exerce por meio de representantes eleitos ou ...

Artigo

As velhas tragédias gregas já nos ensinaram que são poucas as coisas que de fato movem a humanidade: ...

Artigo

​A infraestrutura é aliada incondicional do desenvolvimento econômico e social. A afirmação é irrefu ...