Lúpus: sintomas e tratamentos

O lúpus é uma doença inflama­tória crônica que decorre de um desequilíbrio do sistema imunológico levando à produção de anticorpos contra as células do pró­prio organismo. O lúpus acomete mais as mulheres, principalmente na faixa reprodutiva. Embora a cau­sa da doença ainda seja desconheci­da, em pessoas geneticamente pre­dispostas, o aparecimento do lúpus pode ser desencadeado por alguns fatores, como: exposição à luz ultra­violeta, tabagismo, infecções virais ou bacterianas e uso de alguns me­dicamentos.

Após exposição solar, frequente­mente surgem lesões de pele aver­melhadas características no rosto e em outras áreas descobertas do corpo. A dor e o inchaço das arti­culações, que também são comuns, causam limitação das atividades diárias. Outras manifestações são: queda dos cabelos, febre, diminui­ção do apetite, perda de peso, ínguas disseminadas, cansaço progressivo, palidez, sangramentos gengivais e/ ou nasais, manchas roxas na pele e aumento do fluxo menstrual.

O acometimento dos rins pode oca­sionar aumento da pressão arterial, inchaço nas pernas, urina escura e mais espumosa, e até paralisação do funcionamento dos rins. O lúpus também pode afetar o coração e os pulmões, causando dor no peito, dor ao respirar profundamente e falta de ar. Para o diagnóstico de lúpus são necessários: a história contada pelo paciente, o achado das alterações no exame físico e os resultados dos exames solicitados pelo médico. A gestação pode agravar o lúpus, logo, a gravidez se desejada deverá ser planejada com orientação médica.

Embora a doença ainda não tenha cura, ela é controlável.

O tratamento do lúpus, que depen­de da sua gravidade, e o acompa­nhamento médico, que é importante para avaliar a evolução da doença, devem ser contínuos e individualiza­dos. São importantes também as se­guintes orientações: parar de fumar, praticar atividades físicas regulares, utilizar método contraceptivo eficaz para evitar a gravidez e prevenir as doenças sexualmente transmissíveis, usar chapéus, bonés e roupas leves e compridas, usar filtro solar várias ve­zes ao dia e evitar a exposição à cla­ridade, já que a radiação do sol mes­mo em dias nublados e a radiação das lâmpadas podem agravar a doença.

Mais Opiniões Artigos

Artigo

O século 21 vai exigir mudanças radicais nos processos de fa­bricação de produtos e servi­ços. A transformação digital […]

Artigo

A expressão “não existe almoço grátis” aparece cada vez mais nas discussões sobre orça­mento público no Brasil. A […]

Artigo

Florianópolis é mundialmente reconhecida pelas suas belezas naturais e pela sua gastrono­mia. Em 2014, tornou-se a primei­ra cidade […]

Artigo

Já compartilhei em outras publicações sobre a decisão de fazer um inter­câmbio, os medos envolvidos, as difi­culdades e […]

Artigo

A avicultura industrial brasileira nas­ceu em território barriga-verde e conquistou o mundo, é sinônimo de eficiência e qualidade […]