Medo em tempo de coronavírus

Em janeiro de 2020 a Organização Mundial da Saúde (OMS) anunciou uma nova doença (covid19) na província de Hubei (Wuhan) na China, como emergência de saúde pública. O surto (local) transformou-se em epidemia (nacional) que gerou uma pandemia (internacional) com países sendo acometidos e pacientes, predominantemente idosos, chegando com insuficiência respiratória nos serviços hospitalares. Informações “em cascata” geraram ansiedade e medo.

Nesta terça, o Brasil, tinha 234 casos diagnosticados e as autoridades iniciaram medidas para contenção do alastramento da doença e adequação da estrutura hospitalar para os pacientes agudos que necessitem de UTIs e respiradores mecânicos. Providencias estão sendo tomadas para achatar a curva de incidência e proteger a população do contágio fácil.

Entretanto, num mundo em que cidadãos já vinham sendo bombardeados com notícias de guerras, confusões políticas e econômicas, crimes em série, desvios, corrupções e irresponsabilidades, a doença covid19 apresenta-se para aumentar a ansiedade e os medos também causadores da redução da imunidade que nos é natural contra doenças.

Com esta preocupação a OMS estabeleceu considerações como “apoio ao bem-estar mental e psicológico durante o covid 19”: Não ligar nenhuma etnia ou nacionalidade á doença e ter empatia com as pessoas afetadas. Não se referir às pessoas como “CASOS ou DOENTES covid 19” (são “pessoas que estão sendo tratadas para covid-19”, “ que estão se recuperando do COVID-19” e suas vidas continuarão com seus empregos, famílias e entes queridos). Evite o bombardeio de informações e ouvir notícias que tragam ansiedade e angústia; busque tomar medidas práticas para preparar seus planos e proteger a si e aos entes queridos.

Oriente as crianças e ensine a lidar com as emoções – elas precisam ficar cientes do que está acontecendo, especialmente se há alguém infectado em casa. Tenha paciência com os idosos, ofereça recomendações claras sobre a prevenção da enfermidade e as repita, quando for necessário, de forma calma e respeitosa.

Quem está isolado em casa ou no hospital fica mais ansioso, irritado e agitado. Em casa ou no hospital, cuidado com as notícias sensacionalistas e conserve o que for possível das suas atividades diárias. Comunique-se com seus familiares e amigos por internet e telefone.

Envolva-se em atividades que goste e ache relaxante. Exercite-se, coloque o sono “em dia” e coma alimentos saudáveis. Encontre oportunidades para histórias e imagens positivas. Separe os fatos dos rumores. Homenageie cuidadores e profissionais de saúde. Lembre-se que as autoridades de saúde pública e especialistas do mundo todo estão trabalhando continuamente para garantir os melhores cuidados à população e aos afetados.

Mais Opiniões Artigos

Artigo

Vivemos tempos difíceis. Todos, sem exceção, serão atingidos pelas consequências desta pandemia global sobre a qual pouco se […]

Artigo

Os governos municipais e estadual têm se destacado nos Planos de Contingência para enfrentamento do COVID-19. Passado o […]

Artigo

O país e o mundo vivem um momento sem precedentes, comparável  a uma guerra, que precisamos vencer todos […]

Artigo

Um movimento toma Santa Catarina: leva informação, exorta união — inclusive entre concorrentes históricos —, desfaz mitos, mexe […]

Artigo

Mesmo sob a ameaça do coronavírus e contrariando pedido do presidente Jair Bolsonaro para que não fossem às […]

Artigo

Não há outra forma mais segura do coletivo das classes pobres do país se alçarem ao andar de […]

Artigo

Celebramos no dia 15 de março o Dia Mundial dos Direitos do Consumidor, cuja origem remonta o ano […]

Artigo

O tema sustentabilidade está cada vez mais presente nas empresas e na vida das pessoas. Com a meta de […]

Artigo

Em agosto de 2020 entra em vigor a Lei Geral de Proteção de dados nº 13.709, sancionada em […]

Artigo

A função social da administração da educação requer objetividade e clareza na perspectiva proposta por uma gestão. A […]

Artigo

No dia 7 de março é comemorado o Dia Nacional da Advocacia Pública. A data foi escolhida em […]