Num mundo onde há tantos muros, o futebol é uma ponte

Diálogo, transparência e busca por consensos. Este é o lema que a Associação de Clubes de Futebol Profissional de Santa Catarina – que completa 34 anos neste 1º de junho – tem tentado colocar em prática ao longo de sua história e que se revelou fundamental na 96ª edição do Campeonato Estadual – o segundo realizado durante a pandemia da Covid-19.

Além dos desafios de sempre, enfrentamos a crise sanitária, com as consequências já tão conhecidas. Os dirigentes, corpo técnico, jogadores, torcedores e profissionais da mídia, todos precisaram se reinventar e superar as adversidades. E conseguimos.

A primeira e mais importante vitória foi preservar ao máximo a segurança e a saúde dos profissionais, com cuidados rigorosos – já adotados e aprovados no ano passado.

O campeonato de 2021 teve algumas peculiaridades: há muitos anos, o torneio não era disputado com 12 clubes. Depois ficaram oito para os jogos do mata-mata. A edição 2021 foi também a última do atual contrato de transmissão aberta com a NSC/Globo.

Aliás, nós fomos pioneiros e nos tornamos referência em todo o país no serviço de streaming. Há quatro anos – e este é o grande diferencial de Santa Catarina – os torcedores já podem assistir aos jogos pela internet, em tempo real, em uma plataforma exclusiva. Santa Catarina é, em todas áreas, um Estado inovador e empreendedor. No futebol não é diferente.

No Campeonato Catarinense deste ano, mesmo com toda a rivalidade e paixão envolvidas, com alguns impasses jurídicos, o futebol saiu vencedor. É ele a razão de tudo, é ele que nos une e nos inspira, é por ele que a gente enfrenta as dificuldades e supera as diferenças. O grande campeão é o futebol. Poucas coisas no mundo têm o poder de agregar gerações: crianças, jovens e idosos – o futebol nos conecta.

Num mundo onde há tantos muros, o futebol é uma ponte. Num país tão polarizado politicamente, o futebol agrega e faz desaparecer as diferenças ideológicas. O futebol é também a chance de uma vida melhor para milhares de brasileiros e brasileiras; o futebol dá esperança quando as outras portas se fecham. O futebol é uma porta aberta.

Ainda é preciso avançar muito, obviamente. Os países desenvolvidos sabem que esporte e educação andam juntos e juntos podem ser libertadores. Um dia a gente chega lá, podem apostar.

+

Artigos

Artigo

Sabido e ressabido que “todo poder emana do povo, que o exerce por meio de representantes eleitos ou ...

Artigo

As velhas tragédias gregas já nos ensinaram que são poucas as coisas que de fato movem a humanidade: ...

Artigo

​A infraestrutura é aliada incondicional do desenvolvimento econômico e social. A afirmação é irrefu ...