O perigo do diabetes para a visão

Sábado, 14 de novembro, é o Dia Mundial do Diabetes, doença que atinge 422 milhões de pessoas no mundo. É uma enfermidade crônica na qual o corpo não produz insulina – hormônio proveniente do pâncreas que controla a quantidade de glicose no sangue – ou não consegue empregar adequadamente a insulina que produz.

Na verdade, conforme explica Dráuzio Varela, não se trata de uma doença única, mas de um conjunto de doenças com uma característica em comum: aumento da concentração de glicose no sangue. Existem dois tipos de diabetes, a 1 – mais frequente na infância e na adolescência, quando o pâncreas produz pouca ou simplesmente não produz insulina; e a 2, mais comum em pessoas depois dos 40 anos, quando as células se tornam resistentes à ação da insulina.

Os principais sintomas são aumento do apetite, sede excessiva, feridas que demoraram a cicatrizar, principalmente nas pernas e pés, infecções fúngicas na pele e nas unhas, impotência sexual, neuropatias diabéticas provocada pelo comprometimento das terminações nervosas, distúrbios cardíacos e renais, alterações visuais.

Aliás, os olhos são um dos principais órgãos afetados pelo diabetes. A retinopatia diabética (RD) afeta os pequenos vasos da retina. Quando o diabetes não está controlado, a hiperglicemia gera alterações no organismo que ocasionam lesões e comprometimento desses vasos. Se não tratada com antecedência, a RD pode causar cegueira irreversível. Por isso é tão importante o acompanhamento regular com um oftalmologista.

O paciente diabético deve realizar, periodicamente, o exame de mapeamento de retina. O intervalo de tempo entre as consultas vai depender do estágio da doença. Para aqueles que ainda não apresentam sinais de retinopatia diabética, a visita deve ser pelo menos uma vez por ano. Com os exames, é possível diagnosticar precocemente o aparecimento da doença e fazer o tratamento quando necessário, aumentando as chances de a pessoa continuar enxergando.

Uma importante causa de baixa de visão pela retinopatia diabética é o edema macular. O diabetes pode causar também outras doenças oculares como catarata e glaucoma. Todas elas têm tratamento e, quanto antes iniciá-lo, melhor. Assim, o risco de perda da visão diminui.

+

Artigos

Artigo

Sabido e ressabido que “todo poder emana do povo, que o exerce por meio de representantes eleitos ou ...

Artigo

As velhas tragédias gregas já nos ensinaram que são poucas as coisas que de fato movem a humanidade: ...