O silêncio ensurdecedor

A prisão do jornalista Oswaldo Eustáquio é a coisa mais bizarra e autoritária desde a famigerada “redemocratização”. Seu erro? Opinou sinceramente e foi até Ponta Porã.

Em relação a opinião, Alexandre Moraes achou ser antidemocrático e, em nome da democracia, mandou censurá-lo; em relação a sua estadia em Ponta Porã, a PF julgou ser indício de que fugiria do país, e o prendeu.

Segundo o G1, a investigação aponta que Oswaldo “defende de forma oblíqua uma ruptura institucional”. E como exemplo, cita esta “terrível” fala do preso: “Esse Supremo Tribunal Federal… corrupto, que que ele fez? Está […] com o Rodrigo Maia. Em 64 não houve golpe militar, foi um contragolpe… […] Oswaldo, você é a favor de uma intervenção militar? Não, sou a favor de uma intervenção do povo”.

Em que pese a liberdade interpretativa de cada cabeça, convenhamos que ver aqui um ato de iminente ruptura institucional é algo delirante. Entretanto, se pensarmos como mostra pensar o ministro, que a própria expressão de uma opinião “não-democrática” seja passível de prisão, então temo dizer que já aportamos em terras ditatoriais. A linha que separa a democracia do despotismo foi rompida quando Alexandre de Moraes reinaugurou a censura estatal, ao emudecer opiniões que desagradam a sacrossanta corte.

Onde estão agora os fervorosos indivíduos que sempre afirmaram suas sexualidades ideológicas enchendo a boca para dizer: “sou liberal”? Cadê a imponente ABRAJI com suas notas em favor da liberdade de expressão? Onde estão os defensores da democracia? Suas vozes pairam num silêncio complacente, pois hoje, convenientemente, é o bolsonarismo o emudecido.

O silêncio da covardia é o mais estrondoso de todos, geralmente é ele que antecipa a barbárie totalitária. Tal silêncio também estava na mudez dos “bons” alemães de 1933; dos taciturnos russos de 1917, dos inertes venezuelanos em 2013…

Chega a ser engraçado, pois, há pouco tempo, fervorosamente discutíamos sobre o inconteste nazismo que viria do Planalto, sem pensar que a Gestapo, na verdade, já tinha se instalado na Corte Suprema.

+

Artigos

Artigo

Os estudiosos do pensamento dos imortais buscam o aval da ciência em suas observações, apesar de sab ...

Artigo

Santa Catarina cresce acima da média nacional, impulsionada por uma indústria que é referencia e pel ...