Os veículos elétricos e a reciclagem das baterias

Os veículos à combustão produzidos em massa, por Henry Ford, comprometeram a produção de veículos elétricos, fundamentados na queda expressiva dos custos referentes aos veículos convencionais, produzidos em série. Grandes variações mercadológicas e conflitos econômicos, além da crise do petróleo foram elementos fortes para a retomada do interesse pelos veículos elétricos. Impulsionados pela sustentabilidade, surge neste cenário uma nova preocupação na reutilização das baterias para outros fins. Findada a vida útil das baterias, a proposta a posteriori seria, com os avanços tecnológicos, a prática da segregação do lítio e dos demais componentes para compor novas baterias e assim preservar o meio-ambiente. Segundo dados oriundos da indústria automobilística, diz-se que uma bateria atingiu a sua função para os veículos elétricos, quando esta reduzir a sua capacidade de carga em 20% de sua capacidade original, sendo que as baterias devem ser substituídas a cada sete e quatro anos, respectivamente para os veículos menores e maiores. As baterias podem ser recicladas por fundição, recuperação direta e outros processos mais recentemente empregados. Tanto o Crea-SC quanto a Associação Brasileira de Engenheiros Eletricistas (Abee) estão solidários ao tema, à regulação e aos processos de reciclagem, que concerne às baterias e que fundamenta o presente material. As vendas de carros elétricos, contandose com os veículos híbridos, foi de 893 unidades no ano passado (2018), sendo apenas uma parcela diminuta realmente foi de automóveis movidos somente por energia elétrica. A reutilização das baterias antes da reciclagem ocorre em um mercado secundário, que consiste no armazenamento energético para uso doméstico, iluminação pública, elevadores, data centers e outras utilidades. Avanços tecnológicos estão em franca progressão, no sentido de fazer prosperar o mercado da reutilização, com a posterior reciclagem dos componentes constitutivos das baterias.

Mais Opiniões Artigos

Artigo

Lentamente, com avanços pontuais, o ambiente de negócios vai melhorando no Brasil. A reforma da Previdência foi, finalmente, […]

Artigo

Tramita na Assembleia Legislativa de Santa Catarina a PEC 2/2019, de autoria do deputado Milton Hobus, que pretende […]