Por que a UFSC não retorna suas atividades?

Administração Central da UFSC adiou por mais um mês qualquer decisão sobre a reabertura da universidade. Tal atitude é de uma irresponsabilidade sem precedentes na história da UFSC. Fica cada vez mais evidente que não será mais possível cumprir o calendário acadêmico de 2020.

Pela primeira vez na história a UFSC perderá um semestre, prejudicando assim a formatura de milhares de estudantes e a vida acadêmica de todos. Aparentemente a Reitoria da UFSC não está pensando nos estudantes.

Se houvesse uma preocupação real em manter a qualidade de ensino, teria adotado a modalidade de ensino à distância. A UFSC tem vários anos de experiência neste tipo de ensino, sendo pioneira em Santa Catarina no oferecimento de graduações pela internet.

Por que a universidade não usou a estrutura que já tem para os cursos EAD para passar os demais cursos presenciais também para o EAD de forma temporária enquanto durar a quarentena? Não são todas as disciplinas que podem ser ministradas em EAD. Há áreas do conhecimento que exigem atividades em laboratório. Mas uma quantidade imensa de disciplinas podem perfeitamente ser ministradas à distância.

Contudo, de forma misteriosa, a Administração Central resolveu decretar um verdadeiro lockdown, impedindo qualquer forma de ensino, mesmo de disciplinas que podem ser ministradas em casa pelos professores e vistas pelos alunos por meio da internet.

Um dos argumentos para parar tudo é que alguns alunos não têm computador. Mas para este pequeno público, poderiam ter disponibilizado o acesso aos computadores da própria universidade, respeitando o afastamento social e as devidas medidas sanitárias. É possível, mas não há vontade política.

O verdadeiro motivo para manter a UFSC fechada é usar o coronavírus como
justificativa para “tirar umas férias” fora de época. Eles têm estabilidade no emprego e salários garantidos, benefícios que a esmagadora maioria dos trabalhadores não têm.

Infelizmente agora é tarde. Perdemos o primeiro semestre acadêmico de 2020, e se a UFSC não retornar logo dando aulas pela internet, corremos um real risco de perder o ano, o que será uma verdadeira tragédia para todos os alunos. Esperamos que a Reitoria da UFSC reavalie sua política e evite criar um problema ainda maior e de impossível solução.