Preparação para 2020 já começou

O ano passado foi de fortes emoções na política com a escolha do novo presidente, governadores, senadores e depu­tados estaduais e federais. Como sempre acontece nas eleições, vi um desfile de candidatos mal pre­parados, sem domínio do conte­údo, que sequer sabiam expres­sar de forma clara as suas ideias e mais pareciam papagaios repetin­do um discurso vazio e ensaiado.

Nas propagandas eleitorais e par­tidárias, os velhos e reprisados erros: falas decoradas, caras as­sustadas, nenhuma naturalidade e carisma zero, sem qualquer pre­paro prévio. É como se filmar fosse “pega aí, vai lá e grava”, com um resultado próximo da caricatura e longe da credibilidade.

Eu entendo que para a maioria dos cidadãos o cansaço ainda perma­neça e muitos não querem sequer ouvir falar sobre o próximo plei­to. No entanto, para quem almeja concorrer em 2020 a uma vaga nas Câmaras Municipais, a preparação para a corrida eleitoral começou logo após as eleições de 2016.

E quando digo preparação é como um todo, com a devida qualifica­ção nas variadas disciplinas que abrangem esse universo, entre elas, a comunicação eficaz e me­dia training, que são essenciais para quem atua no legislativo e que tem como ferramenta crucial de trabalho o uso da oratória. Mas, infelizmente, a tendência é que os postulantes comecem a pensar nisso faltando apenas alguns me­ses para o pleito, deixando de lado a preparação para buscar votos, em uma corrida desenfreada para fazer tudo em tão pouco tempo. Como consequência, tornam-se candidatos que sequer sabem ex­pressar com clareza suas ideias e definitivamente não transmitem credibilidade.

Muitos, inclusive, se elegem e passam quatro anos calados. Eu sempre digo, insisto e reforço nos meus cursos políticos que es­tar muito bem qualificado não é opção, mas obrigação a um pos­tulante. Afinal, é o vereador que tem a função primordial de ouvir e dialogar com a comunidade, re­presentando os anseios da popu­lação na Câmara Municipal. Os políticos, em suma, são a voz do povo. Portanto, que voz é essa que nos representa?

Mais Opiniões Artigos

Artigo

Nas coincidências da vida, deparei-me com duas estatísticas distintas que me chocaram. Uma delas, bem conhecida, sobre os […]

Artigo

Chegamos a mais uma campanha Setembro Verde – de prevenção ao câncer colorretal, e nos deparamos com algumas […]

Artigo

Só no ano passado o Tribunal de Justiça de Santa Catarina recebeu 952 mil novos processos. O tempo […]