Segurança nas escolas

Somos levados a discutir a segurança nas escolas, pois a sociedade contemporânea está se sentindo cada vez mais vulnerável. Atitudes preventivas são imprescindíveis para gerar um ambiente seguro.

Precisamos prestar atenção tanto no ambiente interno quanto no perímetro de localização da escola, criando medidas que atendam a todas as demandas de segurança, desenvolvendo a cultura prevencionista com o envolvimento da comunidade escolar.

Os pais são os principais aliados, pois a convivência comunitária deles pode orientar a gestão escolar no mapeamento de situações de risco, bem como na identificação de pessoas e entidades que possibilitem a primeira resposta, antes da ação da força de segurança oficial, indo além da vigilância por meio dos equipamentos eletrônicos.

A instalação de porteiro eletrônico e câmeras até podem ser úteis, mas não são suficientes para evitar ataques como o que ocorreu no município de Saudades.

Logo, são eficientes, mais do que as barreiras físicas, os mecanismos de mediação do “conflito”, além de canais para denúncias e protocolos que orientem os profissionais a agirem diante de ameaças.

Alguns defendem a necessidade de um profissional de segurança na escola, porém, estudos indicam que quando há alguém nesta função a rotina de observação e controle fica mais relaxada, por existir um segurança.

A Secretaria de Educação de Florianópolis passou a desenvolver treinamento em segurança nas escolas, em que abordamos procedimentos de ação em situações adversas, desde como lidar com um enxame de abelhas, ou de como agir diante de uma pessoa armada.

Depois do treinamento os envolvidos têm a capacidade de responder, de mitigar e de dirimir a situação indesejada, levando os estudantes para um local seguro, para que outros adultos possam intervir, colocando em ação a rede de primeira resposta que a escola tem organizada, e de forma planejada, paralelamente, acionar os profissionais de segurança e resgate.

Com os estudantes desenvolvemos cenários, simulando situações de risco, orientando procedimentos de proteção. As medidas de segurança escolar não podem ser postas em prática de forma isolada dada à complexidade do tema. A eficiência depende de um alinhamento harmônico de várias medidas.

O monitoramento dos comportamentos dissonantes potencialmente violentos é fundamental e é de responsabilidade de todos.

+

Artigos

Artigo

Os estudiosos do pensamento dos imortais buscam o aval da ciência em suas observações, apesar de sab ...

Artigo

Santa Catarina cresce acima da média nacional, impulsionada por uma indústria que é referencia e pel ...