Turismo, medo e desejo

O Turismo ficou na berlinda na pesquisa feita no Sul e Sudeste do país pelo Grupo gaúcho de inovação G5, denominada ‘Medo x Desejo: o novo comportamento do consumidor após o lockdown’.

Dirigido a empresas que buscam estratégias para o momento pós-pandemia, o estudo revela os temores – insegurança, contágio e dificuldades financeiras – e os sonhos – voltar à rotina, divertir-se e consumir como antes. Se, de um lado, o consumidor aponta que vai investir em alimentação e bebidas (74,2%), saúde (43%) e ensino (26,3%), de outro pretende economizar com viagens (81,5%), roupas e calçados (77,3%) e estética/beleza (71,2%).

Este é o cenário atual. Porém, a mesma pesquisa revela que, quando a pandemia passar, o desejo de viajar (39%) só fica atrás do de voltar à rotina (53,8%). Por isso, é fundamental aos empreendedores turísticos anotar uma das conclusões da pesquisa G5: “As formas de consumir foram alteradas e as empresas que estavam preparadas conseguiram fluir; as que não estavam, estão aprendendo na marra”.

Para apoiar também esses empreendedores que estão se adaptando “na marra”, a Secretaria de Turismo paulista, que dirijo, criou um Comitê de Crise com núcleos articulados e ferramentas digitais e também está finalizando o Plano Estratégico do Novo Turismo com oito passos para retomada segura e planejada da economia.

Seja qual for o plano, o Turismo é carro-chefe na condução à retomada: há dez anos vem crescendo mais que a economia global. No Brasil, também cresce acima do PIB nacional – no ano passado, 2,3%, enquanto o país cresceu 1,1% e, quando priorizado, cresce mais ainda: em São Paulo foram 5,4%.

Assim, São Paulo terá vantagem, pois é um estado emissivo e receptivo, assim como Santa Catarina terá pelo turismo interno com Rio Grande do Sul, Paraná e também SP.

Quando o consumidor revela que seu maior desejo é viajar, depois de voltar à rotina, está apenas confirmando algo que é atávico ao ser humano: conhecer e viver experiências em outros lugares e pessoas.

Turismo será o vetor do momento que virá, seja por proporcionar equidade de bem-estar, senso de comunidade e conexão cultural. No admirável mundo novo, fazer turismo e viajar será, sem dúvida, uma forma de ativismo em favor da vida na Terra – e será a vitória do desejo contra o medo.

Mais Opiniões Artigos

Artigo

Em 24 de maio de 2016 Roberto Caldart foi morto enquanto atendia clientes, vítimas de fraudulenta reintegração de […]

Artigo

A Federação das Indústrias de Santa Catarina (Fiesc) completa 70 anos neste dia 25 de maio. Em sete […]

Artigo

Depois de mais de 60 dias de quarentena, as consequências da crise ampliada pelo coronavírus ganharam dimensões preocupantes […]

Artigo

Baltasar Gracián escreveu em 1647 a Arte da Prudência, dedicada à astúcia da razão, apresentando em aforismos normas […]

Artigo

A metáfora do bode na sala, antiga parábola chinesa, funciona assim: um sujeito reclama que sua vida em […]

Artigo

Ultimamente,  temos constatado que muitos dos núcleos familiares não se conhecem, ou não se reconhecem mais, pela ausência […]

Artigo

Num depoimento que eu gravei há uns três anos atrás com o pintor Rodrigo, ele me revelou que […]

Artigo

Vivemos tempos diferentes. Vivenciamos hoje desafios para os quais nunca nos preparamos. Sustenta-nos a crença na democracia e […]