A hora da verdade

O relatório parcial da apuração interna da CGE (Controladoria-Geral do Estado) sobre o desastroso processo de compra dos 200 respiradores da Veigamed, com dispensa de licitação e pagamento antecipado de R$ 33 milhões, aponta o envolvimento do atual secretário de Estado da Saúde, André Motta Ribeiro, dos ex-secretários Douglas Borba (Casa Civil) e Helton de Souza Zeferino (Saúde), de quatro servidores da Secretaria de Estado da Saúde e do coordenador do Fundo Estadual da Saúde, José Florêncio da Rocha.

A sindicância da CGE vai ao encontro do que a força-tarefa formada por Ministério Público de Santa Catarina, Tribunal de Contas do Estado e Polícia Civil e a CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) dos Respiradores da Assembleia Legislativa já trouxeram a público até agora sobre a negociação dos ventiladores pulmonares.

Os nomes estão expostos. Todas as frentes que investigam a compra convergem para os mesmos personagens. O trabalho da força-tarefa resultou em cinco prisões, entre eles Douglas Borba, e uma pessoa está foragida – Pedro Nascimento Araújo, representante da Veigamed. Paralelo à investigação, os deputados estaduais, a cada rodada de depoimentos, querem saber quem autorizou a compra, quem “apertou o botão”.

Excetuando uma ou outra troca de acusações durante os depoimentos na CPI, os envolvidos são unânimes em dizer que são os responsáveis pela compra, não sabem de nada, não conhecem os representantes da Veigamed. Os discursos são bem parecidos.

Quando questionado sobre o assunto, o governador Carlos Moisés também afirma que não conhece as pessoas que negociaram com o governo do Estado e que Santa Catarina vai recuperar toda ou quase a totalidade da quantia paga à empresa que nunca tinha vendido nada ao governo.

Quem autorizou a compra? Qual era o objetivo com o superfaturamento? Onde estão os R$ 33 milhões? A sociedade catarinense merece respostas convincentes e verdadeiras sobre essas irregularidades. O discurso de desconhecimento e o desdém dos envolvidos não funcionam mais. O cerco está se fechando.

Mais Opiniões Editoriais

Editorial

O adiamento das eleições municipais de outubro para novembro, promulgado ontem pelo Congresso Nacional, é apenas um paliativo […]

Editorial

Encampada pelas gigantes Unilever e Coca-Cola, a campanha global Stop Hate for Profit (Para de dar lucro ao […]

Editorial

Apesar de todos os obstáculos criados pelo governo do Estado neste um ano e seis meses da gestão […]

Editorial

Ainda que não representem a grande maioria da população, que vem acatando as orientações sanitárias, os flagrantes de […]

Editorial

A Lei 14.016/2020, sancionada ontem pelo presidente Jair Bolsonaro, acaba com uma das maiores injustiças no país. Até […]

Editorial

O passo atrás da Prefeitura de Florianópolis na flexibilização das restrições foi radical, mas é um recado direto […]

Editorial

Durante 33 anos, o Estado de Santa Catarina deixou de receber cerca de R$ 300 milhões referentes aos […]

Editorial

Acesso ao crédito é uma das principais dificuldades enfrentadas por empresários e comerciantes dos três Estados do Sul […]

Editorial

Os números ainda são negativos, afinal o país está praticamente parado há três meses, mas o desempenho da […]

Editorial

A retomada do transporte coletivo em Florianópolis, num clima de muita tranquilidade, com movimento tímido, capacidade reduzida a […]

Editorial

Mais uma vez, o Sintrasem (Sindicato dos Trabalhadores do Serviço Público Municipal de Florianópolis) agiu para prejudicar a […]

Editorial

A corrida dos laboratórios e pesquisadores do mundo inteiro pela vacina contra a Covid-19 ganha novas etapas a […]

Editorial

A atividade econômica sentiu o duro golpe da pandemia do novo coronavírus. A queda foi especialmente dolorosa para […]