A Lagoa pede socorro

As mesmas manchas densas e amareladas que apareceram no início de janeiro deste ano voltaram a surgir no espelho d´água da Lagoa da Conceição. Um dos principais cartões-postais de Florianópolis vem sendo maltratado há muito tempo. Além da própria lagoa, que sofre com ligações e despejo irregulares de esgoto e de lixo, o bairro como um todo padece com as irregularidades cometidas ano após ano.

Problemas como construções irregulares e invasões em áreas de preservação permanente provocam uma urbanização inadequada e agridem o meio ambiente. Prefeitura e Ministério Público de Santa Catarina estão sempre vigilantes, com denúncias, fiscalizações e demolições de imóveis irregulares. Mas a velocidade que as ilegalidades são cometidas, com construções sendo erguidas da noite para o dia muitas vezes, não acompanha a burocracia judicial.

Sobre as manchas, o alerta veio da Avelisc (Associação de Vela e Preservação Ecológica Lagoa da Conceição), ainda no dia 27 de abril. O laudo encaminhado pela associação a um laboratório privado apontou que há grande índice de coliformes fecais e nitrogênio, que indicam a contaminação da água por esgoto. Como em outros tantos casos de poluição na Lagoa da Conceição, a Casan informou que não há “anomalias”.

O biólogo Marco Perroto, ouvido pelo ND, afirma que os coliformes fecais que indicam fezes na água é muito alto, com nitrogênio alto e oxigênio dissolvido baixo. Para a água chegar a esse nível, segundo o biólogo, é porque há esgoto sem tratamento e restos de lixo dos restaurantes sem o tratamento devido.

Se não há conscientização de pessoas que insistem em despejar esgoto na lagoa e invadir áreas de preservação, é preciso que uma força-tarefa envolvendo o Poder Público entre em ação. Antes que seja tarde demais para a Lagoa da Conceição.

+

Editoriais

Editorial

De acordo com dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), divulgados na última ...

Editorial

FRASE: E a solução para reduzir esta conta, ao contrário do que se pensa, não está nos gabinetes, ma ...