A lentidão no Contorno Viário

A Grande Florianópolis quer a conclusão do Contorno Viário. Nossas lideranças estão engajadas, por meio dos prefeitos, deputados e senadores. O mesmo acontece com os meios de comunicação. O Notícias do Dia, a RICTV e a Rádio Regional FM estão publicando reportagens semanais sobre a obra – cumprindo seu papel de informar e denunciar. Mas parece não haver sintonia entre a agência fiscalizadora, a ANTT e a concessionária, Arteris Litoral Sul, responsável pela construção. É o que mostra o relatório organizado pelo gabinete do senador Esperidião Amin (PP), que foi entregue na segunda-feira ao ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes Freitas.

Concessionária e agente regulador estão às voltas com os projetos para os túneis de Palhoça desde 2017 e ainda não há aprovação nem dos projetos nem dos orçamentos. São necessários no mínimo mais três anos de obras a partir da autorização da ANTT, segundo a concessionária, mas ninguém consegue saber, de fato, o que impede a agência de aprovar os orçamentos e autorizar as obras. Se há falhas nos projetos, já passou da hora de a ANTT se manifestar. Se falta pessoal para fazer a análise e dar autorização com segurança para a concessionária, da mesma forma, já passou da hora de a agência fazer um mea-culpa.

Se há erros por parte do governo, que a concessionária os exponha. Mas de forma clara e urgente, já que é dela que a comunidade está cobrando. A concessionária erra ao não se comunicar diretamente com a sociedade catarinense. Erra ao não expor as tratativas que estão em andamento e erra ao não denunciar dificuldades. Parece escondida atrás de seu contrato, o que diante dos constantes atrasos e pressão popular pode ser um erro ainda maior. Da mesma forma, o governo falha ao não investigar corretamente os atrasos, os problemas e, pior do que isso, ao não aplicar sansões à concessionária.

Certo fez o prefeito de Palhoça, Camilo Martins, ao levar o caso para a Justiça, de onde foi o único lugar até agora de onde partiu promessa de fiscalização e cobranças sérias. Já passou da hora. O relatório do senador Amin mostra de fato que o ritmo é lento no Contorno Viário.

Mais Opiniões Editoriais

Editorial

A UFSC (Universidade Federal de Santa Catarina), mais uma vez, voltou ao noticiário policial. Uma briga no dia […]

Editorial

Os 13 eventos que formam as Festas de Outubro em Santa Catarina movimentam cidades e, principalmente, rodovias. Neste […]

Editorial

Aos poucos, Florianópolis está conseguindo amenizar um dos mais graves problemas que atormentam os pais há décadas: a […]

Editorial

Referência em alta complexidade em especialidades como traumatologia, ortopedia, neurocirurgia, neurologia, oftalmologia e cirurgia geral, o Hospital Governador […]