As invasões e a Mata Atlântica

Em meio aos incêndios florestais registrados na Grande Florianópolis, em função da seca agora amenizada pelas chuvas de sábado e domingo, e ao forte debate sobre a preservação e queimadas na Amazônia, não podemos nos esquecer da Mata Atlântica e da sua importância para o Estado e para o Brasil. As análises da Floram (Fundação Municipal do Meio Ambiente) e do Ministério Público apontam para uma realidade com a qual não podemos compactuar: o avanço da ocupação urbana, em especial das invasões, é o grande vilão do desmatamento na Capital, na Ilha e na região. Ao frearmos o avanço desordenado nas invasões, certamente estaremos garantindo futuro para a Mata Atlântica e para nossos netos e bisnetos. Ainda há muito o que proteger, inclusive na Ilha Santa Catarina, mas não será apenas o poder público que vai conseguir coibir a ocupação desses espaços com construções, sejam elas irregulares ou não. É preciso que haja um entendimento maior a respeito da preservação, envolvendo toda a sociedade. Não apenas pela questão ambiental, mas porque não podemos aceitar, como já manifestamos neste espaço, que caminhemos para um problema semelhante ou até maior que o vivido por cidades como o Rio de Janeiro e Vitória. Depois de derrubada a mata e instaladas as residências irregulares, é difícil para o estado se aproximar. Isso permite o avanço das organizações criminosas e o crescimento do crime organizado onde deveria haver só mata e verde. Planejar com mais clareza o futuro da ocupação urbana também é importante. Há áreas de mata que estão em regeneração e precisam ser protegidas, ou serão as primeiras a serem ocupadas pelas invasões. Fez bem a prefeitura quando recentemente investiu em um projeto de vigilância aérea para mapear esses locais. Que os drones sejam usados constantemente e possam trazer informações rápidas para decisões claras, enquanto ainda há Mata Atlântica para preservar e recuperar.

Mais Opiniões Editoriais

Editorial

Continua o impasse com a ocupação da reitoria da Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS), no centro de […]

Editorial

Reconhecido frequentemente em diversos prêmios ligados ao turismo, o Estado de Santa Catarina colhe os frutos de ser […]

Editorial

O incêndio no Parque Estadual da Serra do Tabuleiro, controlado pelos bombeiros depois de quase dois dias de […]

Editorial

O primeiro passo para a balneabilidade da baía Norte, no trecho de 3,5 quilômetros de extensão da avenida […]