Black Friday: alívio para o comércio

Oito meses após o início da pandemia, o comércio vive a expectativa de poder vender mais nesta sexta-feira, durante a Black Friday. Será a primeira data comercial, desde meados de março, com chances reais de o setor obter números positivos.

Nas outras, como Dia das Mães, Dia dos Namorados, Dia dos Pais e Dia das Crianças, as vendas ficaram abaixo do esperado, devido à pandemia. No Dias das Mães, uma data histórica para o comércio, a queda nas vendas no Brasil foi de 67%, na comparação com o desempenho de 2019. Os números excluem vendas on-line.

Ainda convivemos com a pandemia, mas a Black Friday tem um objetivo diferente de outras campanhas comerciais, pois o consumidor geralmente procura e adquire produtos para si, e não para presentear alguém. A “sexta-feira negra”, invenção norte-americana, caiu nas graças dos brasileiros, que aproveitam a data para obter bons descontos em uma infinidade de produtos, desde que saibam onde procurar para não cair em ciladas.

No Brasil, a Black Friday começou em 2010, na internet. Mesmo que nas primeiras edições algumas lojas tenham tentado ludibriar os clientes, dando descontos enormes sobre produtos taxados com o dobro do valor real, isso foi bastante positivo. Isso fez crescer a fiscalização por parte de órgãos de defesa do consumidor e o consumidor ficou muito mais atento e capaz de pesquisar sobre os melhores e idôneos descontos.

Este ano, as CDLs (Câmaras de Dirigentes Lojistas) da Grande Florianópolis esperam resultados positivos para os comerciantes, que estão prontos para recuperar os prejuízos da pandemia. Para o presidente da CDL da Capital, Ernesto Caponi, a Black Friday irá trazer um alívio e dará mais fôlego para o empresário fechar o mês com resultados acima da média do ano.

É hora então de aproveitar os descontos. O importante é ficar atento, pois ainda há pessoas mal-intencionadas querendo tirar proveito. Atente-se a detalhes da compra (se o desconto permanece quando a compra é feita em parcelas, por exemplo). Veja quais as políticas de devolução ou cancelamento, pois muitos estabelecimentos mudam a rotina por causa da Black Friday. E ao notar alguma prática ilícita, denuncie.

+

Editoriais

Editorial

O Brasil está virando um país de golpistas e fraudadores. Durante a pandemia, o número de golpes e f ...