Chega de privilégios

O deputado federal Carlos Chiodini (MDB), que tem base eleitoral em Jaraguá do Sul, decepcionou os catarinenses com a divulgação da notícia de que usou verba pública para pagar uma cirurgia bariátrica ao custo de R$ 47 mil. O valor foi reembolsado pela Câmara Federal.

Na verdade, quem pagou a conta fomos nós, contribuintes.

Está aí um privilégio que tem de acabar. Os políticos são eleitos para servir a sociedade e não se beneficiar do poder. Chiodini é o mesmo deputado que fez cortesia com chapéu alheio no início do mandato.

Ao invés de devolver o vergonhoso auxílio-mudança de R$ 26 mil que recebeu, fez doação para o Corpo de Bombeiros Voluntários de Jaraguá do Sul. Na foto, antes da cirurgia e com quilos a mais de peso, o deputado posou ao lado da viatura da corporação, dando publicidade à doação.

Mais Opiniões Editoriais

Editorial

O desabamento de um prédio de sete andares construído de maneira irregular, em uma área nobre de Fortaleza, […]

Editorial

A UFSC (Universidade Federal de Santa Catarina), mais uma vez, voltou ao noticiário policial. Uma briga no dia […]

Editorial

A segurança pública, um dos pilares das propostas de campanha de Jair Bolsonaro, é talvez a área que […]

Editorial

Os 13 eventos que formam as Festas de Outubro em Santa Catarina movimentam cidades e, principalmente, rodovias. Neste […]

Editorial

Aos poucos, Florianópolis está conseguindo amenizar um dos mais graves problemas que atormentam os pais há décadas: a […]