Compromisso com o cidadão

O sonho da vacina contra a Covid-19 começa a virar realidade. No dia 8 de dezembro, o Reino Unido iniciou vacinação em massa; a Rússia também já está vacinando os moradores do país. Ontem, nos Estados Unidos, os primeiros carregamentos de vacina da Pfizer deixaram a fábrica em Michigan, num movimento que vai exigir o maior esforço de vacinação da história daquele país.

As doses são importantes para tentar frear o surto de coronavírus nos Estados Unidos, líder mundial em registros de infectados e mortos pelo coronavírus, com mais de 16 milhões de casos registrados e 297,5 mil óbitos.

Aqui no Brasil, o terceiro país com mais casos da doença no mundo, conforme a Universidade John Hopkins, que acompanha a evolução da pandemia, atrás de Estados Unidos e Índia, e o segundo em número total de mortes, atrás apenas dos EUA, com 181,1 mil óbitos, lideranças políticas e sanitárias começaram a detalhar planos de vacinação.

A estratégia para imunizar milhões de brasileiros vai exigir uma logística gigante dos governos. O país precisa levar isso a sério. A vida de milhares de cidadãos está em jogo. É preciso dar um basta na disputa política que envolveu as vacinas e os governantes.

É fundamental que haja um entendimento conjunto, um esforço pelo bem dos brasileiros. Em Santa Catarina, o governador Carlos Moisés vai anunciar hoje o plano de vacinação. E adiantou que, se houver algum problema com as vacinas disponibilizadas pelo governo federal, o Estado tem R$ 300 milhões disponíveis para compra de imunizantes.

Ontem, o prefeito de Florianópolis detalhou o planejamento para a vacinação dos florianopolitanos. Ainda não há previsão para a chegada dos medicamentos, mas é importante que nossos governantes, junto com suas equipes da Saúde, tenham essa preocupação e comprometimento, busquem uma organização detalhada para quando o sonho de podermos voltar a ter uma vida normal, com doses de vacina para toda a população, se torne realidade de fato.

+

Editoriais

Editorial

O Grupo ND e a Fiesc (Federação das Indústrias de Santa Catarina) deram a largada na sexta-feira (23 ...

Editorial

O Brasil está virando um país de golpistas e fraudadores. Durante a pandemia, o número de golpes e f ...