De quem é a culpa?

Os moradores da Lagoa da Conceição, um dos principais cartões-postais de Florianópolis, foram surpreendidos, na manhã de ontem, com um cenário de destruição provocado pelo transbordamento de uma estrutura da Casan, uma espécie de reservatório natural de esgoto tratado que fica em meio às dunas.

Como há dois anos em Brumadinho (MG), quando uma barragem se rompeu, causando uma tragédia que ceifou centenas de vidas, o esgoto tratado invadiu ruas e casas, submergiu automóveis causando prejuízos a dezenas de famílias.

As águas, como um rio caudaloso, destruíram moradias, derrubaram muros até tomarem conta da avenida das Rendeiras, impedindo o tráfego.

Neste cenário desolador, onde famílias tiveram que ser retiradas do telhado de suas casas, apenas com poucos pertences, a pergunta que não quer calar: quem é o responsável pelos gigantescos prejuízos materiais e ao meio-ambiente? A quem caberá ressarcir os que perderam quase tudo, que tiveram que se abrigar na casa de parentes ou no abrigo montado pela prefeitura?

É fato que a chuva exagerada, nos últimos três dias, foi o fator que desencadeou o rompimento da lagoa nas dunas da Conceição. Mas será que a Casan, responsável pela lagoa, não conseguiu prever as consequências deste acidente? Moradores alegam que, desde a semana passada, alertaram a Casan sobre o perigo da lagoa transbordar, que enviou técnicos ao local.

O vazamento do esgoto tratado, que trouxe um rastro de destruição, felizmente não teve consequências mais graves como a perda de vidas. Apenas animais domésticos, que não puderam fugir, foram as vítimas deste transbordamento. Felizmente, os prejuízos foram apenas materiais, embora de grande monta.

Por ser uma empresa pública, que presta serviço à população, a Casan deve explicações. Culpar o mau tempo e a chuva, alegando fatalidade, não é uma resposta convincente.

Há muitas perguntas ainda sem respostas: se havia monitoramento da lagoa, se havia o risco deste rompimento, se a empresa foi alertada pelos moradores, qual o índice de risco e que providências tomou para evitar esta tragédia anunciada?

+

Editoriais

Editorial

O Grupo ND e a Fiesc (Federação das Indústrias de Santa Catarina) deram a largada na sexta-feira (23 ...

Editorial

O Brasil está virando um país de golpistas e fraudadores. Durante a pandemia, o número de golpes e f ...