Desvio milionário na universidade

A Operação Ouvidos Moucos, deflagrada pela Polícia Federal em setembro de 2017 para investigar supostos desvios de verbas em cursos de EaD (Ensino a Distância) na UFSC (Universidade Federal de Santa Catarina), apresentou os primeiros resultados concretos no âmbito administrativo. Na esfera criminal, a investigação policial segue no MPF (Ministério Público Federal) há mais de um ano, ainda sem novos desdobramentos.

O relatório final da auditoria feita pela Secex (Secretaria de Controle Externo da Educação) foi julgado e aprovado pelos ministros do TCU (Tribunal de Contas da União). E os números divulgados são assustadores: irregularidades no pagamento de 2.326 bolsas de estudo que somam R$ 2,51 milhões. O que acontecerá daqui pra frente vai depender da Capes (Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior).

O TCU determinou que este órgão examine as irregularidades e que adote
medidas corretivas no prazo de 180 dias. Entre essas medidas está a possível devolução dos valores. A reitoria da universidade espera ser notificada para se
posicionar. O resultado desse relatório administrativo é reflexo do que vem ocorrendo na UFSC nos últimos anos.

Má-gestão, ausência de controle de frequência dos servidores, falta de transparência, salários acima do teto e superfaturamento são apenas alguns dos muitos problemas detectados na universidade já denunciados pelo ND. Que se esclareçam todas as ilegalidades, que os responsáveis sejam punidos e que a UFSC volte a ser referência pela excelência do ensino, o que sempre foi motivo de orgulho para os catarinenses.

Mais Opiniões Editoriais

Editorial

Reconhecido frequentemente em diversos prêmios ligados ao turismo, o Estado de Santa Catarina colhe os frutos de ser […]

Editorial

O incêndio no Parque Estadual da Serra do Tabuleiro, controlado pelos bombeiros depois de quase dois dias de […]

Editorial

O primeiro passo para a balneabilidade da baía Norte, no trecho de 3,5 quilômetros de extensão da avenida […]

Editorial

A população de Florianópolis convive mais uma vez com a ameaça de não poder contar com um serviço […]