Dia livre de Impostos

A fila ontem de manhã para a compra de gasolina à R$ 2,42 na região do Estreito, na Capital, comprova: a economia do Brasil teria outro ritmo com a redução da carga tributária, hoje abusiva e lesiva não apenas ao consumidor, mas também ao empreendedor. O retorno dos investimentos numa economia mais ativa é sempre mais rápido e proporciona novas investidas e consequentemente mais empregos para atender a massa de 13 milhões de pessoas que hoje busca uma oportunidade no País. Teríamos o ideal círculo virtuoso, que faz com mais pessoas tenham emprego e mais pessoas possam comprar, produzir e contribuir com o desenvolvimento do País.

A reforma tributária precisa ganhar o mesmo corpo e apoio popular que a reforma da Previdência e é tão urgente quanto. É o chamado segundo passo para reerguer o País. O primeiro, não há dúvidas, passa necessariamente pela revisão do gasto público, que inclui a reforma da Previdência. Sem ela será muito mais difícil imaginar uma revisão da carga de impostos e até mesmo o esperado novo pacto federativo, para rever o volume de dinheiro para os Estados e municípios.

A 11ª edição do Dia Livre de Impostos também chamou a atenção para o retorno que o cidadão recebe do estado brasileiro pelo montante de impostos que paga. É muito menor que o retorno oferecido por outros países, que tem carga semelhante, mas uma gestão mais eficiente. A realidade é que o valor pago é inversamente proporcional ao benefício recebido, muito por causa do inchaço dos governos. Isso prova que uma estrutura mais adequada, que ainda assim atenda às necessidades dos brasileiros, também abre caminho para que o brasileiro pague menos impostos, tornando a reforma tributária viável não apenas para quem paga, mas também para o custeio da máquina pública. São necessidades que se completam e que se virarem realidade, tem de fato o potencial de transformar o Brasil.

Mais Opiniões Editoriais

Editorial

Reconhecido frequentemente em diversos prêmios ligados ao turismo, o Estado de Santa Catarina colhe os frutos de ser […]

Editorial

O incêndio no Parque Estadual da Serra do Tabuleiro, controlado pelos bombeiros depois de quase dois dias de […]

Editorial

O primeiro passo para a balneabilidade da baía Norte, no trecho de 3,5 quilômetros de extensão da avenida […]

Editorial

A população de Florianópolis convive mais uma vez com a ameaça de não poder contar com um serviço […]