Expectativa alta para 2021

O ano de 2020, marcado pela pandemia de Covid-19 que desestruturou a economia mundial, afetou negócios, mudou as formas de relacionamentos e de trabalho, e dizimou mais de 1,7 milhão de vidas, está terminando com esperança de que 2021 comece diferente, com o velho normal retornando à vida das pessoas. As vacinas contra a Covid já são realidade.

Os Estados Unidos já vacinaram mais de 1 milhão de pessoas. Chile, México e Costa Rica também já começaram a imunizar suas populações. Junto à vacina, outra boa notícia que cria expectativa alta para o próximo ano diz respeito a Santa Catarina. Mais uma vez, nosso Estado se destaca na geração de empregos.

Santa Catarina foi o Estado que mais criou postos formais de trabalho no Brasil de janeiro a novembro de 2020, com saldo positivo de 67.134 vagas no período de 11 meses.

Apenas em novembro, o excedente foi de 33.004, o melhor novembro da série histórica e o sexto mês consecutivo de saldo positivo. Os destaques durante o ano foram a indústria, com 36.473 novos postos de trabalho, e o setor de serviços, com 21.397.

Nesta crise mundial, quem é mais estruturado e competente, se mantém a frente dos demais. É o caso de Santa Catarina, que com números positivos, segue como referência na criação de empregos no Brasil.

A diversidade da economia catarinense, com sua atuação nos mais diversos segmentos é um dos alicerces desse Estado reconhecido nacional e internacionalmente pela sua capacidade produzir e pelo povo trabalhador e empreendedor.

Com apenas 1% do território nacional, sustentamos o 6º Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro e contamos com indicadores positivos em qualidade de vida, alfabetização e empregabilidade, todos de padrão internacional.

Somos um Estado privilegiado, mas a construção deste modelo equilibrado não é fruto do acaso. É resultado da competência, do esforço e do trabalho, acima da média, de gerações de catarinenses.

+

Editoriais