Informação antecipada

Em meio ao desafio de reconstruir o que foi destruído pelo desastre climático – temporais, vendavais e o ciclone bomba – da semana passada, um novo ciclone atinge Santa Catarina hoje. A previsão dos meteorologistas é de que desta vez o fenômeno é de menos intensidade.

Além dos estragos e perdas, um outro fator preocupa quando as condições climáticas são adversas: a grande maioria dos catarinenses não fica sabendo com antecedência sobre a chegada de tornados, ciclones, vendavais ou temporais.

Conforme a Defesa Civil, considerando uma população de 6.248.436 pessoas, segundo o último Censo do IBGE (2010), apenas 503 mil estão cadastradas para o SMS (sistema de mensagens via telefone celular), o que representa 8,05% de cobertura.

É fundamental que haja maior conscientização dos catarinenses. Para se cadastrar no serviço de aviso da Defesa Civil, basta enviar o CEP da residência por SMS para o número 40199.

Além da informação via telefone celular, é importante ficar atento aos noticiários. Os veículos de comunicação tradicionais, fontes confiáveis, sempre informam todos os acontecimentos relacionados ao clima quando há um alerta. Outro detalhe: desconfie, sempre, de “notícias” compartilhadas nas redes sociais.

Muitas vezes são fake news que deixam a população alarmada. É esse alarmismo desnecessário, sobre qualquer assunto, seja clima, política ou segurança, que acaba prejudicando muitas pessoas, que ficam em dúvida sobre a veracidade daquela informação. Neste caso das condições climáticas, é importante que mais catarinenses façam o cadastro na Defesa Civil de Santa Catarina.

Quanto mais cidadãos receberam os avisos, mais difundida será a informação verídica. Reconhecidos pela solidariedade durante as tragédias, os catarinenses precisam agora entender que o conhecimento antecipado pode fazer a diferença durante os desastres naturais.

+

Editoriais