Investigação até o fim

A análise dos deputados estaduais que integram a CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) da Ponte sobre novos documentos da restauração da ponte Hercílio Luz joga mais luz na investigação de suspeitas de desvios de recursos públicos nas obras que já duram 37 anos. Os trabalhos podem ter custado muito mais do que os cerca de R$ 700 milhões contabilizados no primeiro mês de trabalho da CPI.

O cartão-postal de Florianópolis e de Santa Catarina, querido por catarinenses e turistas, virou símbolo da ineficiência governamental, da farra dos aditivos e do atraso. O MPSC (Ministério Público de Santa Catarina) pede a devolução de R$ 233,6 milhões que teriam sido desviados ao longo dos anos na obra de restauração.

Durante todo esse tempo os órgãos responsáveis por fiscalizar as finanças do Estado, apenas um garantiu ter investigado as contas da ponte Hercílio Luz. Isso comprova que a obra era uma torneira aberta de dinheiro. O presidente da Associação Contas Abertas, Gil Castelo Branco, disse ao ND, em outubro do ano passado, que em termos de ineficiência a ponte Hercílio Luz “é uma espécie de ‘transposição do rio São Francisco’ da região Sul”.

Em outros anos, já se tentou investigar os gastos com a obra, mas sem sucesso. Agora, a CPI da Ponte tem o reforço de analistas de contas públicas do MPTC (Ministério Público de Contas) e de auditores fiscais do TCE (Tribunal de Contas do Estado). Esperamos que desta vez a investigação seja concluída.

Ainda não há valores absolutos de quanto foi gasto na restauração. Mas é questão de honra para os catarinenses ver o fim dessa novela, inclusive com punição para os responsáveis pelo desvio do dinheiro público, se isso for comprovado. E que a ponte, quando concluída, seja útil para Florianópolis e Santa Catarina.

Mais Opiniões Editoriais

Editorial

As velhas práticas da política estão mais que condenadas. Não é apenas a legalidade que norteia uma decisão. […]

Editorial

Problema recorrente nas grandes cidades, mas nem sempre tratado da maneira como deveria ser, a população de rua […]

Editorial

É grande a expectativa pelos efeitos da reforma da Previdência na economia do país. Uma nova realidade, que […]

Editorial

O imbróglio que cerca a restauração da Catedral Metropolitana de Florianópolis reflete a dificuldade de preservação dos prédios […]