Mais empregos e novos avanços

Mais uma vez, Santa Catarina destoa dos outros Estados e comprova sua força econômica e produtiva, seguindo como referência na criação de empregos no Brasil. Os dados do terceiro trimestre deste ano da Pnad Contínua (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua), divulgados pelo IBGE na quarta-feira (20), mostram nosso Estado com a menor taxa de desemprego no país. Enquanto que o índice no Brasil melhorou um pouco e ficou em 11,8%, Santa Catarina apresentou taxa de 5,8% de desocupados. Esse número de 5,8%, que no segundo trimestre do ano era de 6%, representa um avanço na economia catarinense. É sinal de que a confiança de setores como indústria, agricultura, comércio e construção civil está sendo retomada. Os avanços promovidos pelo governo federal, como a Reforma da Previdência e o encaminhamento das reformas Tributária e Administrativa, o acordo de livre comércio entre o Mercosul e a União Europeia, alcançado depois de duas décadas de negociações, e a intensificação no combate à corrupção, refletem e criam um cenário positivo, principalmente em Estados mais desenvolvidos e produtivos, como Santa Catarina. Outra iniciativa positiva do governo federal é o Programa Verde e Amarelo, lançado na semana passada. O objetivo é incentivar a qualificação profissional e a geração de emprego e renda. Em três anos, o objetivo é gerar cerca de 4,5 milhões de empregos. Enfim, Brasil e Santa Catarina pavimentam um caminho sólido para chegarmos a um patamar de tranquilidade econômica que possa ser desfrutado por muitas décadas.

+

Editoriais

Editorial

O Brasil está virando um país de golpistas e fraudadores. Durante a pandemia, o número de golpes e f ...