O alerta do Rio de Janeiro

A tragédia ocorrida na cidade do Rio de Janeiro, com dez pessoas mortas em função das chuvas, serve de alerta para autoridades e população de Santa Catarina. Em qualquer cidade, atualmente, não se pode mais aceitar a inexistência de planos de contingência para emergências climáticas e a falta de treinamento da população. Santa Catarina é sim um modelo no trato com as interferências do clima. Investiu em radares, em um centro integrado de controle, na estruturação das defesas civis, mas precisa ir um pouco mais longe. Lamentar depois das mortes, como aconteceu no Rio de Janeiro, não é a reação esperada de uma comunidade que está atingindo índices elevados de desenvolvimento nas mais diversas áreas.

Com maturidade, temos que entender que os sistemas de alerta, sejam eles mensagens de celular ou sirenes, precisam estar operantes e funcionar dentro dos mais rígidos protocolos internacionais. Em caso de alagamento, deslizamento ou chuva acima da média, as famílias precisam permanecer em casa. Ir às ruas, tentar seguir com as vidas, complica ainda mais a situação. É preciso criar protocolos para saber quando as aulas devem ser suspensas nas escolas ou trabalhadores devem ser dispensados. Imagens de pessoas tentando atravessar áreas alagadas para chegar aos seus locais de trabalho, como foi visto no Rio de Janeiro, não podem mais ser aceitas. Um engarrafamento em meio às ruas cheias de lama, árvores caídas e fios de energia desconectados dos postes não ajuda a Defesa Civil ou a prefeitura a promover a limpeza e os reparos necessários.

Os governos também não podem esquecer das áreas irregulares, as chamadas invasões, onde o risco de deslizamento de terra é sempre maior. Em cidades como Florianópolis ainda temos tempo de evitar que alguns locais se transformem em zonas de risco. Tolerar as invasões contribui para o aumento das mortes e perdas econômicas em eventos climáticos extremos.

Mais Opiniões Editoriais

Editorial

A greve geral convocada pelos movimentos sindicais e pelos partidos de esquerda, realizada na sexta-feira, não conseguiu parar […]

Editorial

Mais uma vez, a paralisação dos servidores municipais de Florianópolis atinge diretamente o lado mais fraco: a população. […]

Editorial

A mobilização de políticos, empresários, industriais e sociedade civil para a aprovação da reforma da Previdência cresce a […]

Editorial

Empresários, representantes de entidades do setor de comunicação e comunidade discutem nesta segunda-feira (10) a reforma da Previdência […]

Editorial

A restauração da ponte Hercílio Luz, o principal cartão-postal de Santa Catarina, enfim, começa a caminhar para a […]