O alerta que vem do Chile

Um inimigo mais invisível que o gás de cozinha ou o gás carbônico pode ter sido preponderante para a morte dos catarinenses em um apartamento no Chile: a desinformação. Os áudios desesperados enviados à família no Brasil com súplicas de socorro e medo, mostram que, em nenhum momento, os brasileiros pensaram que poderiam ter inalado um gás ou estar sendo vítimas do acúmulo de gases em um apartamento fechado numa noite fria. A recomendação é comum em hotéis onde há lareira no quarto: não fechar totalmente as janelas, para que o monóxido de carbono possa escoar. Há ainda, em alguns casos, sistemas criados nesses quartos para que os gases não acumulem. Simples respiradores, que ajudam a evitar que o CO2 acumulado se torne mortal. No Chile, quem sabe, uma simples fresta na janela, que não tornaria o ambiente frio, poderia ter evitado a tragédia.

No Brasil, o gás de cozinha recebe um produto químico para que tenha cheiro. É o alerta para que não se acendam as luzes e se abram as janelas, sempre que chegamos em casa e sentimos “um cheiro de gás”, característico. Mas, definitivamente, não somos treinados para desconfiar de que sensações de sufocamento e náuseas podem indicar o acúmulo de algum gás no ambiente. Ainda mais em uma situação de pânico, em um país estranho, em que até para pedir socorro podemos ter dificuldades.

O fogo consome o oxigênio existente no ambiente enquanto queima uma lareira, por exemplo, e libera gás carbônico. No Chile, não havia ninguém para orientar os brasileiros, pois eles não estavam em um hotel e sim em um apartamento locado via Airbnb – sem a presença de um proprietário ou um zelador, para explicar o funcionamento das coisas e os riscos de uma noite em Santiago do Chile, onde faz muito mais frio que no litoral catarinense. Se fosse diferente, quem sabe, eles teriam chegado de volta hoje, para acompanhar o velório da mãe e avó.

Mais Opiniões Editoriais

Editorial

Eleita pelos próprios motoristas como a pior cidade do Brasil para dirigir, Florianópolis dá mais um passo na […]

Editorial

O resultado da força-tarefa realizada na semana passada pela Prefeitura de Florianópolis e pela Casan (Companhia Catarinense de […]

Editorial

A pior notícia que moradores da Grande Florianópolis, cansados de esperar pela conclusão do Contorno Viário, gostariam de […]

Editorial

O aumento dos casos de feminicídio em Santa Catarina, que saltaram de 18 nos primeiros cinco meses de […]

Editorial

A greve geral convocada pelos movimentos sindicais e pelos partidos de esquerda, realizada na sexta-feira, não conseguiu parar […]

Editorial

Mais uma vez, a paralisação dos servidores municipais de Florianópolis atinge diretamente o lado mais fraco: a população. […]