O lado positivo da pandemia

Em meio à pandemia do novo coronavírus, com mortes, internações, sofrimentos, crise econômica, desemprego e isolamento, já se viu de tudo. Da corrida da população aos supermercados, com os preços abusivos praticados por comerciantes e empresários gananciosos que se aproveitaram do medo e da fragilidade das pessoas assustadas num momento de incertezas, ao embate político que se tornou o problema de saúde pública e o debate entre governantes e empresários sobre a continuidade ou o fim da quarentena.

É um leque enorme de questões que deixam os brasileiros com uma carga a mais de preocupação. Mas entre tudo isso, o que se sobressai é a solidariedade do nosso povo. Cada a um a seu modo, do jeito que pode, consegue ajudar quem mais precisa.

Solidariedade é a palavra positiva e acalentadora em meio à crise. Com o drama humano instaurado entre os mais carentes e vulneráveis, a sensibilidade ao sofrimento alheio tem feito surgir toda espécie de iniciativas voltadas a apoiar e ajudar os mais necessitados.

Uma corrente do bem tomou conta do país. Grandes bancos doaram bilhões de reais. Indústrias, empresas e comércio também ajudam. Cidadãos fazem o bem, à distância ou de porta em porta. É uma demonstração de como as coisas podem funcionar quando a cooperação e a empatia prevalecem.

Grupos de voluntários formados entre amigos, moradores de bairros, entidades, igrejas, empresários e até mesmo desconhecidos conectados pela comoção estão fazendo a diferença na vida de muitas pessoas.

Uma maneira gentil de contribuir neste momento e o auxílio a idosos e doentes impossibilitados de sair de casa. Todos esses são apenas alguns exemplos, dentro desta grande onda do bem gerada pela crise do coronavírus. Solidariedade, gentileza e humildade são fundamentais para o enfrentamento da pandemia.

+

Editoriais

Editorial

O Grupo ND e a Fiesc (Federação das Indústrias de Santa Catarina) deram a largada na sexta-feira (23 ...

Editorial

O Brasil está virando um país de golpistas e fraudadores. Durante a pandemia, o número de golpes e f ...